Conheça os atrativos turísticos de Carangola



Situado na Zona da Mata de Minas Gerais, na confluência com os Estdos de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, o município teve seus primórdios de colonização na primeira metade do século XIX. A colonização tardia se deve ao fato da região se situar nas chamadas “áreas proibidas” interditadas à penetração, visando coibir o contrabando de ouro no período colonial. A afluência à região se deve à procura de novas lavras auríferas e não sendo encontrado ouro, os colonizadores foram forçados a optar pela agricultura, inicialmente a de subsistência e, pouco mais tarde, para a cultura cafeeira, que se tornou a base econômica de toda a região e fator de seu crescimento.

O segmento de turismo em Carangola era desenvolvido muito aquém de seu verdadeiro potencial, necessitando de investimento, complemento e melhoria da atual estrutura, no sentido de criar novas atrações e oportunidades para o investidor, morador e para os turistas, através da preparação e capacitação de profissionais, otimização da divulgação do potencial turístico da região, conscientização da população quanto à importância da receptividade ao turista e acima de tudo promover uma atuação integrada dos órgãos e agentes intervenientes.

Para a maximização dos resultados destes investimentos, campanhas estão sendo efetivadas entre os órgãos governamentais, empresários, profissionais e educadores do setor, buscando maior comprometimento com um processo de planejamento turístico consistente, viabilizando empreendimentos e produtos turísticos adequados à realidade mercadológica, comprometidos com o desenvolvimento sustentável, para que a demanda, a comunidade e os gestores, atinjam plenamente, seus objetivos e, conseqüentemente, o turismo se consolide como forte atividade econômica de geração de divisas deste município.

Carangola apresenta excelente potêncial turístico. Em parceria com turismólogos do Cruso de Turismo da Favale/UEMG, diagnosticamos oportunidades e fortalezas internas do municipio, próprias de um destino turístico consolidado, como:

  • Singularidades, bucolismo e tradição, típicos das cidades do interior de Minas Gerais.
  • Localização geográfica privilegiada; centralizada entre os grandes centros urbanos (Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Vitória) do sudeste Brasileiro.
  • Turismo de Eventos com calendário estruturado para combater a sazonalidade e crescimento expressivo nesta área de turismo.
  • Tradição em eventos religiosos e culturais em toda Zona da Mata Leste Mineira.
  • Abundância de belezas Cênicas, Naturais, Históricas, Arqueológicas e Culturais.
  • Povo com características simples e hospitaleira.
  • Agroindústria qualificada e em expansão, já incluídos no mercado turístico.
  • Riqueza ambiental da fauna e flora.
  • Estrutura médico-hospitalar de ponta e Educação Superior de qualidade;
  • Potencial para turismo rural, religioso, de eventos, de aventura e ecoturismo.
  • Cadeia produtiva do turismo em expansão.
  • Ótimas formações rochosas para pratica de escaladas, rapel, tirolesas e vôo livre.
  • Belas trilhas para caminhadas, pedaladas, cavalgadas e passeios off-road.
  • Festival Gastronômico e Cultural de Carangola.
  • Encontro Regional de Culinária Mineira.
  • APA(s).
  • RPPN(s).

Antiga aldeia dos indios purís, as terras do atual município foram desbravadas por caçadores de animais e extrativistas da poaia que fundaram o arraial novo. Os primeiros roçados surgiram em 1830 e três anos depois surgiu o arraial novo. Em 1842 o nome do arraial foi mudado para Santa Luzia do Carangola. O arraial cresceu com a cafeicultura e atraiu novos colonizadores. Em 1859 foi construída a capela de Santa Luzia do Carangola, e em 1868 foi elevado a categoria de freguesia, sendo em 1878 desmembrado do município de Muriaé. Em 1881, foi elevada a categoria de cidade.

Seu nome deve-se ao rio que banha a cidade, que, por sua vez, é assim chamado devido à existência de grandes quantidades de carás(espécie de peixe), que por estarem misturados ao capim angola eram chamados de “cará-angola”.

Carangola se destaca no cenário turístico mineiro como município de rica beleza natural e cultural. Seus casarios do século passado e as antigas construções do período da estrada de ferro Leopoldina, remetem os visitantes a uma viagem atemporal. Negócios, cultura, religiosidade, aventura e lazer, assim é Carangola.

Pontos turísticos

Morro da Torre

Um afloramento de rocha de 1.100m de altitude, uma das principais belezas naturais das proximidades da sede de Carangola. Esse atrativo é ideal para a prática de atividades esportivas, como o trekking, hikking, mountain bike, downhill, escalda, rapel e observação de pássaros. Do topo do morro da torre, é possível avistar a Pedra Elefantina (o 2º maior bloco de granito do mundo), o Pico da Bandeira – 2.892 m de altura (3º maior pico do Brasil e 1º mais alto acessível a turistas), o Pico do Cristal – 2.770 m de altura, a Pedra Dourada e a Pedra Menina.

Pedra de São Bento

Caracterizado geomorfologicamente como “bolsão” de granito, essa pedra é de grande expressão no relevo local. No entorno da pedra, encontram-se algumas cavernas e áreas com mata nativa. Esse atrativo oferece potencial para a prática de atividades ecoturísticas, sendo um lugar bem agradável e um destino interessante para quem gosta de aliar aventura, natureza e um pouco de adrenalina. Um paraíso para os amantes da escalada.

Serra de Ernestina

Parte de um dos trechos da antiga linha de trem que ligava o município de Carangola a Caiana. No percurso são encontradas diversas nascentes de água, fauna e flora bem diversificadas, e atrativos naturais belíssimos como o túnel de pedra e as paredes encantadas, repletas de orquídeas, bromélias e samambaias. Ao longo do trajeto da serra encontram-se também as antigas estações da Parada General e da Ernestina, além de casas de apoio aos ferroviários. Um mistério guardado na Serra da Ernestina é a lenda do grande pássaro, que sobrevoa as montanhas e abriga-se nas matas. Dizem os mais antigos que tal pássaro, cuja envergadura atinge mais de um metro e sessenta centímetros de uma ponta a outra da asa, é o espírito de um grande guerreiro indígena que viveu na região, sendo que quem encontra uma pena desse pássaro, recebe a proteção do grande guerreiro.

Orquidário Minas Orchids

São 05 estufas numa área em formação de um Parque Florestal. Possui 1 km de trilha na mata, para caminhadas leves e interpretação ambiental. No total, são 9 mil metros quadrados, bem arborizado e preservado. O orquidário dispõe de 02 casas, sendo uma a moradia de seu proprietário e a outra recepção para turistas e visitantes. O orquidário tem mais de 45 mil mudas de orquídeas e bromélias, sendo 2 mil espécies diferentes. É considerado um dos maiores orquidários de Minas Gerais, e recebe visitantes de todas as partes de Minas e do brasil. O orquidário tem participado de grandes feiras e exposições de flores no Brasil e no exterior.

Morro do Cruzeiro

Conhecido por ser considerado um mirante natural de onde pode se ter belas e panorâmicas vistas da cidade de Carangola e das montanhas que compõem o seu vale, o Morro do Cruzeiro possui um terreno rochoso, o que possibilita a prática de escalada em rocha e rapel. Anualmente recebe centenas de turistas e visitantes, que sobem até o seu topo por diversos motivos, como a peregrinação religiosa e a fé. Uma curiosidade bem interessante e que vale a pena ser citada, é que o cruzeiro, que dá o nome ao morro, foi carregado pelos fiéis católicos para ser instalado em seu topo, no ano de 1960. Hoje está sendo desenvolvido um projeto para implantação de um escadaria que levará fieis e turistas até o topo. No Caminho, os turistas passarão por 14 estações com pontos de parada, mirante e monumentos que comporão as estações de cristo. Agregado a este projeto, está sendo feito estudo de viabilidade para construir, na parede natural de mais de 80 metros de altura, a 1ª Via Sacra Vertical do Mundo, compondo parte do Complexo Turístico do Município.

Como chegar a Carangola

Distância de Muriaé: 85 KM pela BR-116 e BR-482 (opções de trajetos: 81 KM pela RJ-230 e MG-111; 95 KM pela RJ-214 e MG-111)


Exibir mapa ampliado

Fonte: Prefeitura Municipal de Carangola / Foto: Francisco Cabral

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.