Personalidades de Muriaé – Gertrudes Pereira Leal



Gertrudes Pereira Leal nasceu no dia 25 de março de 1915, em Miradouro. Era filha de Raquel Eugênia de Oliveira e de Francisco de Assis Pereira Leite.

Foi casada com Aurílio Rodrigues Leal, que faleceu em 02 de fevereiro de 1956, deixando-a viúva aos 41 anos e com sete filhos para criar e educar. São eles: Antônio de Oliveira Leal, Gélio de Oliveira Leal, Maria do Carmo de Oliveira Ribas, Abigail de Oliveira Ribas, Milton Leal de Oliveira, Rita de Cássia Almeida e Raquel Eugênia Carvalho.

Mudou-se para Muriaé, onde trabalhou como lavadeira de roupa e costureira para poder criar seus filhos, hoje, casados e pessoas de bem. Viveu nesta cidade por vinte e oito anos, onde contribuiu para o seu desenvolvimento oferecendo seu trabalho árduo e honesto, sempre com uma vida exemplar e reta. Amava esta cidade como sua.

Faleceu aos 69 anos, em 28 de fevereiro de 1984, deixando para seus filhos e netos os ensinamentos do caminho do bem, onde sempre teve como sua principal diretriz a honestidade, o caráter, imaculada conduta moral, a perspicácia e a sensibilidade para com seu semelhante.

Em 2003, por iniciativa do Vereador, suplente em exercício, Odilon Fructuoso Braga, teve seu nome indicado para denominar uma rua no bairro Bom Pastor.

Fonte: João Carlos Vargas e Flávia Alves Junqueira / Memorial Municipal

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.