Divulgado edital de licitação da BR 040 e BR 116 – Muriaé terá posto de pedágio



Postos de pedágio da BR 040 e BR 116

O edital de licitação da BR 040 e da BR 116 foi publicado ontem (21) pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Vence o leilão, marcado para 30 de janeiro de 2013, a empresa que oferecer o valor de pedágio mais barato. Os tetos, estabelecidos pela agência, são de R$ 4,35 para a 040 e de R$ 6,53 para 116.

No trecho da BR 040 administrado pela Concer, a partir de Juiz de Fora, na Zona da Mata, para o Rio de Janeiro, são três postos de pedágio, que cobram R$ 8 cada um. De Belo Horizonte até Juiz de Fora serão mais três pontos, com valor máximo previsto de R$ 4,35. Com isso, a viagem que hoje “custa” R$ 24, pode cegar a R$ 37,05, 54% a mais. Já o deslocamento até Brasília, também na BR 040, terá oito pontos de cobrança.

Na BR 116, conhecida como Rio-Bahia, serão oito praças de pedágio, com valor máximo de R$ 6,53 cada. A cobrança, porém, só poderá começar a ser feita depois que as concessionárias concluírem pelo menos 10% das obras de duplicação das rodovias.

A empresa vencedora do leilão deverá cumprir ainda a determinação do contrato de fazer em cinco anos a duplicação de toda a estrada. Na BR 116 são 817 km de duplicação, o que corresponde a toda a extensão que será concedida, com previsão de investimento de R$ 5 bilhões. No caso da BR 040, são 557 km de um total de 937 km concedidos, com previsão de investimentos de R$ 6,8 bilhões.

Postos de pedágio

Postos de pedágio da BR 040: Juiz de Fora, Carandaí, Nova Lima, Sete Lagoas, Curvelo, Felixlândia, Canoeiros, João Pinheiro, Lagoa Grande, Paracatu, Cristalina (GO)

Postos de pedágio da BR 116: Além Paraíba, Muriaé, São João do Manhuaçu, Ubaporanga, Governador Valadares, Itambacuri, Caraí e Medina

Fonte: Guia Muriaé, com informações de O Tempo
Arte: O Tempo

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.