Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo



Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo

Novamente a obra do Cristo Redentor de Muriaé vira destaque nacional, desta vez sendo notícia no jornal O Tempo de Belo Horizonte.

Na cidade de Muriaé, na região da Zona da Mata, é fácil identificar algumas influências vindas do Estado do Rio de Janeiro, distante cerca de 20 km do município. Entretanto, é no mês de outubro que deverá ser inaugurada a maior das heranças cariocas: uma réplica do Cristo Redentor, com 30 metros de altura, a mesma dimensão da estátua original. O projeto, desenvolvido pelo prefeito José Braz (PP), 86, deveria ter sido concluído no mês de julho, mas um atraso por parte do artista contratado mudou a data da entrega.

O valor também é outro. Foi dos R$ 1 milhão anunciados inicialmente, para R$ 3,5 milhões. O prefeito, que não quis conversar com a reportagem, garante que a obra está sendo realizada com recursos próprios.

A ideia da construção do monumento surgiu de um pedido da primeira-dama de Muriaé, Lédia Braz, 81, quando o marido venceu as eleições em 2004. “No período em que eu ia ao Rio de Janeiro, ficava encantada com o Cristo e queria um em Muriaé”, diz Lédia, que está casada com o prefeito há 64 anos.

A estátua está localizada no bairro da Gávea, em um terreno da família. O local tem vista para toda a cidade e, embaixo do Cristo, serão construídas capelas, um salão de festas e um estacionamento. “É um lugar para as pessoas rezarem. Vai fazer muito bem para Muriaé”, explica Lédia.

Opinião

Enquanto as obras seguem, os moradores de Muriaé se dividem ao avaliarem o novo monumento. O notário Ângelo Pedrosa Clemente, 42, que é evangélico, diz que o dinheiro, mesmo não sendo público, poderia ser gasto em um projeto social. “Acho desnecessário”, afirma. Já a secretária Thaís Messias Gonçalves, 18, acredita que o Cristo contribuirá até mesmo para o turismo do município. “É uma ideia ótima porque vai ser uma coisa para melhorar e abençoar nossa cidade”.

Em meio à polêmica, há até quem seja indiferente. “Se ele (prefeito) disse que está fazendo com dinheiro próprio, não tenho por que não acreditar”, finaliza a agente de viagens Natali Oliveira, 29.

Fonte: O Tempo

Últimas notícias em vídeo



3 comentários para “Obra atrasa e custo do Cristo Redentor de Muriaé é triplicado, destaca jornal O Tempo”

  1. Deise says:

    Dará louvores só ao Senhor teu Deus ..nao adoraras estátuas que sejam elas de cimento ou de madeira ..e não desejará ter nem o ouro e nem a prata que estao sonre elas…Assim diz o Senhor

    • Wagner says:

      Muito bem feito. O mundo precisa cada vez mais dos sinais e símbolos que nos lembram que há um Deus no céu. Não não há nada de idolatria nisso. Só nas cabeças duras de alguns…mais duras e impenetráveis que o cimento…

  2. Wagner says:

    Tem gente vigiando o gasto com dinheiro particular do homem, mas não vai na prefeitura fiscalizar as contas públicas…oh povinho hipócrita!

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.