Pesquisa revela que 65% dos moradores de rua de Muriaé saíram de casa após desentendimentos



Pesquisa revela que 65% dos moradores de rua de Muriaé saíram de casa após desentendimentos

Cerca de 65% dos moradores de rua de Muriaé saíram de casa em decorrência de desentendimentos familiares, segundo uma pesquisa realizada na cidade. Outro dado identificado é que 30% deles estão na rua há mais de 20 anos. Para tentar mudar essa realidade, a Casa Acolhedora promove projetos de inserção social.

A pesquisa também apontou o perfil médio dos moradores de rua na cidade: 80% são homens, e a grande maioria saiu de casa por algum tipo de desentendimento com a família. A maior parte deles têm entre 30 e 55 anos, sendo que 55% não possuem documentos, 75% têm problemas com álcool e 10% algum tipo de distúrbio mental.

O mesmo levantamento aponta que, em Muriaé, há cerca de 40 moradores de rua. No serviço especializado de atenção ao migrante e à população de rua são feitos em média 200 atendimentos por mês.

Assista a reportagem completa da TV Integração:

Fonte: Mega Minas

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.