Projeto Olho Vivo em Muriaé só depende do prefeito



Projeto Olho Vivo em Muriaé só depende do prefeito

Em entrevista na manhã desta sexta-feira (17) no Bom Dia Minas, na TV Globo, o sub secretário de Integração da Defesa Social do Estado, Robson Lucas da Silva, informou que Minas Gerais terá mais 173 câmeras do projeto Olho Vivo, que tem como o objetivo monitorar com câmeras os principais pontos das cidades, afim de poder identificar e prender criminosos. Segundo ele, nas cidades que o projeto foi instalado os números de crimes diminuíram cerca de 30%, mas para que isso venha a acontecer em Muriaé, tudo depende do prefeito já é necessário que haja uma contra partida do poder executivo.

Segundo o sub secretário, os prefeitos precisam se mobilizarem para arrumar recursos, como verbas do governo federal para que o projeto seja instalado. Se o problema for só esse Muriaé já deu um passo a frente, pois segundo o Deputado Federal Renzo Braz, em reunião com os membros da Associação Pró Desenvolvimento de Muriaé (APDM), na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), ocorrida em 1º de junho, ele apresentou documentação com a liberação de uma verba de cerca de R$ 900 mil reais para o projeto em Muriaé.

A luta é longa e os membros da APDM, assim como empresários e população em geral aguardam que o recurso chegue e seja implanto realmente para melhorar a segurança no município.

Assista a reportagem completa do Bom Dia Minas:

Fonte: Claudio Cordeiro

Últimas notícias em vídeo



Um comentário para “Projeto Olho Vivo em Muriaé só depende do prefeito”

  1. Athos says:

    Deveriam instalar câmeras e radares em algumas ruas de Muriaé isso sim, pois a situação do trânsito está caótica, alta velocidade e avanço de sinal luminoso proibitivo.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.