Rua Santa Rita segue paralisada nesta semana



A Rua Santa Rita segue interditada para trânsito de veículos esta semana. Desde segunda-feira (9) a empresa licitada para a realização da obra, a Prefisan, está realizando o serviço de recomposição das calçadas, pois o perímetro ficou inseguro para o tráfego de pedestres após a evolução dos serviços. A previsão é que a rua seja liberada na quinta-feira (12).

As escavações de terras para inserir os pré-moldados que estão canalizando o córrego encontraram percalços no caminho, como grandes pedras que precisaram ser quebradas, isto levou a via pública a passar por transtornos.

Segundo informações da secretária de Obras Públicas, Mirian Facchini, os moradores poderão continuar entrando com seus veículos nas garagens, mas o trânsito durante o dia precisa ficar paralisado para que o serviço de reconstituição dos passeios seja realizado com êxito.

Para Mirian Facchini, a evolução da obra está muito boa: “Poderíamos ficar mais de dois anos neste trecho, como aconteceu com o Córrego da Armação, mas, em praticamente, um ano, estamos avançando muito bem”, informa ela, explicando que a empresa Prefisan escolheu trabalhar com as células pré-moldadas, o que agilizou em muito o trabalho. A secretária lembrou que caso o serviço fosse executado com estruturas em ferragens e concreto, todo o trabalho poderia demorar mais tempo.

Fonte: Prefeitura de Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.