Cachorros abandonados no lixão de Muriaé invadem fazenda e matam garrotes e potro



Plantão de polícia

O proprietário de uma fazenda na zona rural de Muriaé registrou um boletim de ocorrência na Polícia Militar relatando que cachorros abandonados no lixão estão atacando garrotes e potros em sua propriedade.

Segundo a vítima, os cachorros ficam no lixão municipal, sendo que constatemente eles invadem sua fazenda e em outras ocasiões já abateram garrotes na propriedade. De acordo com a vítima, na segunda-feira (15) ele viu os cachorros que ficam no lixão acabando de abater um potro de oito dias de idade, filho de um cavalo e égua da raça Mangalarga Marchador, devidamente registrados.

A vítima relatou ainda que este problema vem se repetindo a meses e já informou as autoridades municipais, mas até o presente momento não foi tomada nenhuma providência a respeito dos fatos.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar

Últimas notícias em vídeo



2 comentários para “Cachorros abandonados no lixão de Muriaé invadem fazenda e matam garrotes e potro”

  1. Flavia says:

    A providencia a ser tomada é reconstruir o canil e emcaminhar todos o cachorros das ruas abandonados para lar com direito a ração e agua . Não fazer igual fizeram não deixar uma placa la escrita favor n alimentar os animais, tem que existir um canil e não um abatedouro. E tbm castrar os animais para que eles n veem a se reproduzir.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.