Mais uma reunião na busca do projeto “Olho Vivo” em Muriaé



Mais uma reunião na busca do projeto “Olho Vivo” em Muriaé

Mais um encontrou marcou a luta de empresários para a implantação do projeto “Olho Vivo” em Muriaé. E na tarde desta sexta-feira (1º), a reunião dos empresários e do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Gustavo Ferreira, contou também com a presença dos Militares, Tenente Silvio e do Capitão Erly, além do Deputado Federal Renzo Braz.

O presidente da CDL manifestou a preocupação com a demora da aprovação do projeto e a questão dos furtos e roubos que vem aumentando nos comércios da cidade e quis saber também sobre a liberação de uma verba na casa de R$ 900 mil reais que havia sido anunciada pela assessoria do Deputado.

De imediato Renzo Braz informou que foi colocado no orçamento para este ano a vinda desses recursos e que a cerca de 15 dias conseguiu o empenho dos valores e que agora é necessário aguardar o trâmite legal do governo, para a apresentação do projeto e a vinda do dinheiro para a Prefeitura de Muriaé e ai sim ser dado início a todo o processo licitatório e de compra das câmeras de segurança. Foi apresentado pelo deputado um documento que cita a necessidade do encaminhamento dos valores para Muriaé, exclusivamente para o “Olho Vivo”.

Os militares falaram da necessidade de ser dado andamento nos estudos técnicos sobre localização das câmeras e quem e de onde será feito o monitoramento, já que para isso preciso de pessoas treinadas e com conhecimentos militares para a execução do trabalho. Além das câmeras do Olho Vivo, os empresários também buscam a criação da “Rede de Comerciantes Protegidos”, para dar mais proteção a todos: comerciantes e população em geral.

Fonte: Claudio Cordeiro

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.