Plantão policial de 24/10/2012



Plantão policial

Confira as principais ocorrências policiais registradas ontem (24/10) pela Polícia Militar em Muriaé.

Pai vai atrás de filho em boca de fumo no Porto e acaba sendo agredido

Policiais compareceram a Rua Coronel Pereira Sobrinho, no Porto, onde um senhor relatou que tinha ido ao encontro do filho, que se encontrava em uma boca de fumo, momento em que seu filho não quis obedecé-lo no sentido de se retirar do local e passou a agredi-lo com socos na cabeça. Em contato com o filho, o mesmo relatou que estava no local, quando se despedia de uma amiga, momento em que viu seu pai abaixado próxima a sua motocicleta retirando uma peça, ao questionar o motivo, foi agredido com um soco e com borrachadas pelo corpo, tendo que se defender para não apanhar mais. Ambos foram atendidos no Hospital São Paulo e encaminhados a Delegacia de Polícia para as demais providências.

Bar do Cruzeiro é arrombado no São Francisco

O solicitante relatou que ao chegar ao bar na sede do Cruzeiro Atlético Clube, no São Francisco, se deparou com a janela da grade arrancada, tendo sido furtados diversos objetos e produtos. A perícia compareceu ao local e fez seus trabalhos de praxe. A vítima foi orientada quanto às demais providências.

Mulher tem celular furtado em loja na Barra

Uma mulher estava em uma loja na Rua Osvaldo Cruz, na Barra, momento em que deu por falta do seu aparelho celular que estava em cima da mesa. A ação foi filmada pelo circuito de câmeras. A vítima foi orientada quanto às demais providências.

Estelionatário se passa por fiscal da Receita Federal e furta folhas de cheque na Barra

O proprietário de um estabelecimento comercial localizado na Avenida Benedito Valadares, na Barra, relatou que um indivíduo de cor morena clara, alto, magro, bem trajado, chegou em seu comércio e lhe apresentou um carteira preta com símbolo da Receita Federal e lhe disse que seria fiscal da Receita, logo em seguida pediu para ver o talão de nota fiscal da empresa, quando ele estava olhando o talão vários clientes chegaram na loja e o suposto fiscal pediu o número da conta corrente bancária da empresa, tendo a vítima lhe entregue o talão de cheques e continuando a atender os clientes. Passados alguns minutos, o indivíduo deixou o talão de notas fiscais e cheques em cima do balcão e se despediu da vítima saindo do local. Na data de 22/10, o proprietário se deslocou até a Receita Federal para saber o motivo da fiscalização em sua empresa, sendo informado que o indivíduo não seria fiscal da Receita. A vítima verificou o talão de cheques e deu por falta de quatro folhas. A vítima foi orientada quanto às demais providências.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar

Últimas notícias em vídeo



Um comentário para “Plantão policial de 24/10/2012”

  1. Daiane says:

    Este é o segundo caso, semana passada, aconteceu o mesmo fato, em uma loja no centro. Vamos ficar em alerta, e nao tenha medo de pedir a identificação da pessoa e de ligar para a sua coorporação, perguntando se existe tal pessoa.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.