Taxista tem veículo furtado por grupo em Muriaé



Um táxi foi furtado, no final da noite dessa sexta-feira (12), na cidade de Muriaé.

Por volta das 23h30, um taxista foi procurado no ponto do Terminal Rodoviário por uma mulher, aparentemente adolescente. Ela pediu uma corrida até ao bairro São Cristovão. Chegando na praça do bairro, ela fez contato com três homens, que embarcaram no veículo. Eles então pediram que os levasse até ao bairro Cardoso de Melo.

Chegando ao bairro, nas proximidades da Rua Catarina de Carvalho Neto, um dos indivíduos disse: “Não é aqui que vamos ficar, você vai ter que nos levar até Ponte Nova. Faça isso para que nada aconteça com você”. O taxista tentou argumentar, alegando que não tinha combustível suficiente para fazer a viagem e o rapaz novamente exigiu que ele os levasse até Ponte Nova.

O taxista então passou a dirigir e, em determinado momento, freou bruscamente o carro e pulou do veículo ainda em movimento. Em seguida, buscou ajuda em uma casa nas imediações. Ele viu que um dos indivíduos assumiu a direção do automóvel e trafegou por algumas ruas do bairro, até que o perdeu de vista.

Em relato a polícia, o taxista disse que não viu nenhuma arma com os autores. No veículo estava a carteira do taxista, que continha documentos pessoais e a quantia de R$ 300.

O fato foi comunicado as frações vizinhas e a Polícia Militar segue em rastreamento.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.