Van com supostos profissionais da saúde leva medo a moradores de Muriaé



Um áudio que tem circulado pelas redes sociais tem levado medo aos moradores de Muriaé. Trata-se de um alerta sobre supostos profissionais da saúde que estariam visitando residências na cidade, só que não eles trabalham para a Prefeitura Municipal e nem falam em qual instituição atuam.

O áudio foi gravado por uma enfermeira do PSF do bairro Santana. “Recebemos uma informação de uma paciente do bairro sobre uma van, com placas do Rio de Janeiro, com cinco ou seis pessoas de jaleco branco, que esteve no Santana. Tais pessoas estavam passando nas casas, alegando que eram de Belo Horizonte, e querendo fazer teste de glicemia (que determina com precisão o nível de glicose). Elas chegaram a passar em várias residências do bairro. Muitas pessoas estavam bem informadas e não permitiram a entrada delas”, alerta a enfermeira.

O Guia Muriaé conseguiu contato com uma moradora do bairro, residente à Rua Maria Cândido do Carmo, que confirmou a visita dos supostos profissionais da saúde. “Eles queriam saber quantas pessoas tinham na casa, se tinha idoso, se sentia dor em alguma parte do corpo, mas não dei muita confiança, porque nunca nenhum agente de saúde tinha feito isso. Falei que meus sobrinhos estavam dormindo e não poderia deixá-la entrar. Ela então disse que voltaria no sábado. Logo que saiu, vi ela indo a uma casa vizinha, mas não sei o que aconteceu por lá”, relatou, informando que em nenhum momento a suposta profissional de saúde identificou para qual instituição trabalharia.

O Secretário Adjunto de Saúde de Muriaé, Wescley José de Souza, já tinha sido alertado para um caso parecido, que ocorreu há duas semanas no bairro Marambaia. “Estamos a alguns dias atrás desse pessoal, mas ainda não encontramos eles. A polícia também já procurou. A princípio podem ser até mesmo vendedores, como foi um caso relatado no bairro Marambaia, no qual estavam tentando vender colchões magnéticos”, disse, informando ainda que a Secretaria Municipal de Saúde ainda está averiguado este caso do bairro Santana.

Em tempo, as autoridades policiais não chegaram a registrar nenhuma ocorrência referente a visita desses supostos profissionais da saúde.

A recomendação básica é que os cidadãos devem exigir a identificação do agente antes de permitir qualquer tipo de acesso. Outra orientação é que qualquer atitude suspeita seja imediatamente comunicada à polícia.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.