CNBB lança cartilha para as eleições 2012 e orienta voto em candidato ficha limpa



Cartilha da CNBB orienta voto em candidato ficha limpa

Com o tema “Eleições 2012: Cidadania para a Democracia”, a CNBB (Conferência dos Bispos do Brasil) lançou cartilha com o objetivo de incentivar uma maior participação da comunidade no processo eleitoral e político dos municípios.

O documento será utilizado pela Igreja Católica para orientar o voto dos fiéis.

O padre Ernane Pinheiro, secretário executivo da Comissão Nacional de Fé e Política da CNBB, disse que a intenção não é apontar candidatos, mas auxiliar os católicos na hora do voto e na fiscalização do bem comum.

Um dos pontos ressaltados na cartilha é a Lei da Ficha Limpa, que torna inelegíveis políticos com condenações em segunda instância judicial.

Ficha Limpa

Segundo o religioso, a Ficha Limpa deve ser difundida pelas paróquias aos católicos como um viés orientador no processo de escolha do candidato.

“Sem dúvida, a Ficha Limpa deve ser ressaltada em reuniões, debates e encontros”, disse padre Pinheiro.

Com 34 páginas e dividida em três tópicos: “Ver”, “Julgar” e “Agir”, a cartilha será apresentada oficialmente ao episcopado nacional na assembleia geral anual da entidade, que será realizada no mês que vem no Santuário Nacional de Aparecida.

No encontro, a direção da CNBB, presidida pelo cardeal-arcebispo de Aparecida, dom Raymundo Damasceno Assis, definirá as estratégias de atuação para o pleito deste ano.

“Um dos focos é a discussão de mudanças na forma de fazer política, com fortalecimento de uma democracia mais participativa”, afirmou padre Antonio Aparecido Alves, o padre Toninho, da Paróquia do Alto da Ponte, em São José.

Fiscalização

Ele é membro da Assessoria Nacional do Centro Nacional de Fé e Política, que junto com pastorais sociais e Comissão de Fé e Política da CNBB elaborou cartilha.

Padre Toninho ressaltou que entre os tópicos importantes do documento estão alertas sobre políticos que se dizem católicos e depois “somem”, que apenas servem como “chamariz de votos” e a necessidade de o católico verificar o passado e a ficha do candidato antes de escolher.

Ainda segundo ele, a cartilha incentiva maior participação da sociedade na fiscalização dos atos do Legislativo e Executivo e nas comissões e conselhos representativos criados a partir da Constituição, editada em 1988.

Saiba mais sobre a cartilha da CNBB

Orientação

CNBB lança cartilha para orientar a comunidade católica sobre as eleições deste ano.

Foco

O foco da cartilha é o fortalecimento da democracia e da cidadania.

Ficha limpa

Um dos principais tópicos é a Lei da Ficha Limpa, que barra políticos com condenações judiciais em segunda instância e é válida já para este ano.

Apresentação

O documento deve ser apresentado oficialmente na assembleia geral da CNBB, agendada para o mês que vem em Aparecida.

Debate

Entre os pontos abordados, estão incentivo a realização de debates, seminários e encontros para tratar das eleições municipais de outubro.

Aonde encontrar

O subsídio, de 35 páginas, custa R$ 1,50 e pode ser adquirido através do Centro de Pastoral Popular, pelo telefone 0800-703-8353 ou http://www.cpp.com.br.

Fonte: Rede Ação Linhares

Últimas notícias em vídeo



3 comentários para “CNBB lança cartilha para as eleições 2012 e orienta voto em candidato ficha limpa”

  1. MARCOS ROCHA BRITO says:

    Olá

    Equipe da CNBB

    Boa Noite!

    Meu nome é Marcos Rocha Brito, tenho 46 anos, casado, pai de dois filhos, filiei ao partido dos trabalhadores por afinidade bem como concordar com o que reza o estatuto, código de ética e algumas resoluções. Hoje me sinto envergonhado com a atitude da maioria dos que eu achava que seriam dignos de chmá-los de companheiros. Vejo o partido sendo conduzido por pesssoas sem escrupulos algum e, infelizmente as decisõe sendo tomadas pela maioria e eu considerando apenas meu voto vencido.
    Recebí em 2003 de um companheiro que tem os mesmos ideais uma cartilha da cnbb sobre compra de voto. Ainda bem que existe pessoas que se dedicam seu tempo a confeccionar tão precioso material orientador.
    Gostaria de saber como conseguir a cartilha Com o tema “Eleições 2012: Cidadania para a Democracia”, que foi lançada com o objetivo de incentivar uma maior participação da comunidade no processo eleitoral e político dos municípios.
    No meu município impera a política suja, a compra desenfreada e escancarada de votos. Vereador analfabeto no sexto mandato só que graduado e pós-graduado na política atual. ( vive, elege e reelege às custas da miséria do povo com dinherio e favores públicos)
    Att. Marcos Rocha Brito
    Cidade: Central
    Estado: Bahia

  2. So hoje li sobre a cartilha da CNBB, sou candidata a vereadora na minha cidade – Lavras-MG, e gostei muito do que li. Infelizmente nao tive acesso a cartilha mas com o pouco que li no site sobre o assunto me esclareceu bastante qual o meu papel. Sou católica praticante, muito ativa na Igreja a mais de trinta anos juntamente com minha mae que ja tem cinquenta anos ativa na Igreja.Sei do meu papel na política por isso quiz candidatar. As orientaçoes e de relevante importancia para nós candidatos. Obrigado que Deus nos ilumine e ilumine os eleitores neste momento, para escolher os melhores.

  3. Jayme Bentolila says:

    Nas propagandas, não está proibida imagens externas sejam elas quais forem, somente pode-se usar as de estúdio? Se for qual a punição, quem fiscaliza, estão aparecendo várias.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.