16 pessoas são detidas durante operação “Rota 040 – Fase II” em São João Nepomuceno



Na manhã desta quinta-feira (19), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em ação conjunta com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), realiza a operação “Rota 040 – Fase II”, em São João Nepomuceno, no Bairro Santa Rita.

De acordo com o chefe do 4º Departamento de Polícia Civil de Juiz de Fora (4º DEPPC), delegado Carlos Roberto da Silveira Costa, essa nova etapa também tem como objetivo combater o tráfico de drogas e homicídios no município.

Estão sendo cumpridos nove mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão. Até o momento, 14 pessoas foram presas e dois menores apreendidos. Também foram apreendidos armas, drogas, munições, entre outros materiais.

A ação conta com a participação de 105 policiais, entre civis e militares, e agentes da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais (Seap), em 27 viaturas, além da atuação de um helicóptero.

Primeira fase

No dia 14 de setembro, após meses de investigação, a PCMG e PMMG desencadearam a operação “Rota 040”, comandada pelo Delegado Fernando Miranda. A operação contou com a participação de 50 policiais, entre civis e militares, e 15 viaturas para o cumprimento de seis mandados de busca e apreensão e de quatro mandados de prisão temporária. Durante a ação, foram utilizados um helicóptero e drones. Toda a investigação e operação foram acompanhadas pelo Chefe do 4º Departamento, Dr. Carlos Roberto da Silveira Costa.

Na ocasião, nove pessoas foram presas, entre 19 e 27 anos. Também foram apreendidos, aproximadamente, um quilo de cocaína pura, 23 pedras de crack, sete papelotes de cocaína, 51 pinos da mesma droga, 31 buchas de maconha, balança de precisão, material para endolar droga, 74 munições de diversos calibres, uma pistola semiautomática calibre 380, uma pistola semiautomática calibre 9mm, cerca de R$ 800, dois revólveres calibre 38 e um veículo roubado.

Fonte: PCMG

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.