Chuva forte deixa três mortos em Minas Gerais



Três pessoas morreram, entre elas duas crianças da mesma família, ontem (22) em Minas Gerais, devido a deslizamentos de terra provocados pela forte chuva que atinge o estado desde novembro. De acordo com a Defesa Civil estadual, as mortes ocorreram nas cidades de Ipatinga e Governador Valadares, localizadas na região do Rio Doce. Ao todo, 13 pessoas morreram no estado em decorrência da chuva.

Conforme o último boletim meteorológico divulgado hoje (23) pela Defesa Civil, 60 municípios registraram problemas desde o início do período chuvoso. Desses, 16 decretaram situação de emergência. Uma pessoa está desaparecida, quatro ficaram feridas, 563 estão desalojadas e 139 desabrigadas.

A previsão para hoje no estado é céu parcialmente nublado a nublado, com pancadas de chuva no Triângulo Mineiro, sul e oeste. Nas demais regiões, o dia será de céu nublado, com chuva em forma de pancadas, por vezes fortes. Na capital Belo Horizonte, o céu ficará nublado com pancadas de chuva. Segundo a Defesa Civil, na Bacia do Rio Sapucaí, o céu ficará parcialmente nublado a nublado, com pancadas de chuva. Na Bacia do Rio Doce, o tempo ficará nublado com pancadas de chuva, por vezes fortes.

Fonte: Agência Brasil / Foto: PMI

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.