Homem é preso com garrucha após atirar contra outro em Carangola



A Polícia Militar registrou uma tentativa de homicídio, na noite dessa quinta-feira (18), na cidade de Carangola.

Por volta das 22h30, policiais militares foram acionados e compareceram à Rua Pedro Mourão, no bairro Floresta, onde foram informados pela equipe do SAMU, que havia recebido um chamado via 192, em que o solicitante narrou ter sido alvejado por um suposto disparo de arma de fogo.

Após certa dificuldade em localizar o endereço, a guarnição chegou à residência da vítima onde constataram a veracidade dos fatos. A vítima, de 31 anos, relatou que, ao passar por um trilho no meio do mato, ouviu um estampido semelhante a um disparo de arma de fogo e em seguida caiu ao solo sentindo dores nas costas e percebendo um sangramento que umedecia sua camisa, tendo conseguido arrastar-se até sua casa que fica próxima do local do disparo.

Inicialmente, a vítima relatou que desconhecia o autor do disparo, entretanto demonstrando certa inquietação e insistentemente olhava para sua companheira, causando suspeita de que ela estivesse escondendo a verdade dos fatos.

Com a testemunha distante da vítima, os militares passaram a questioná-la sobre o acontecimento, tendo esta pedido para não ter o nome envolvido, entretanto disse que seu companheiro ao chegar em casa ferido lhe informou o nome do autor do disparo.

Em ato contínuo, os policiais depararam com um homem, de 38 anos, próximo do local, falando em um telefone público (orelhão) de forma suspeita, sendo ele conhecido no meio policial por já ter cumprido pena por homicídio tentado com uso de arma de fogo.

Ele foi abordado, contudo nada de ilícito foi encontrado consigo. Com a vítima a uma distância segura, os policiais voltaram a questioná-lo sobre a autoria do disparo, mencionando a pessoa do autor, tendo a vítima negado ter sido ele o autor.

Todavia, os PMs deslocaram à casa do suspeito, que é próximo do local e vizinho da vítima, e lá solicitaram-no que franqueasse a entrada, já que a todo momento ele dizia não dever nada.

Com sua autorização, a equipe policial realizou buscas e localizou uma garrucha de dois canos calibre 38, sem número de série, uma munição intacta, uma munição picotada que estava sobre uma estante e uma touca ninja, os quais foram apreendidos. Ele foi perguntado se seria o autor do disparo contra a vítima, este disse que não, porém foi preso em flagrante delito pela posse da arma.

Segundo a PM, já nas dependências da Casa de Caridade de Carangola, novamente os militares questionaram a vítima sobre a autoria dos disparos, sendo lhe informado que sua companheira já havia confidenciado a verdade dos fatos, desta feita voltou atrás e acabou dizendo que realmente avisou sua companheira que autor havia atirado contra ele.

Desta forma, os policiais então deram voz de prisão ao autor, agora por lesão corporal, sendo conduzido junto com os materiais apreendidos à Delegacia de Polícia para as demais providências.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.