Jovem mata namorada a facadas por suspeitar que ela tinha AIDS



Um jovem matou namorada a facadas por suspeitar que ela era portadora do vírus HIV. O crime ocorreu na quarta-feira (18), em Viçosa.

A mãe do jovem presenciou a cena do crime e, ao tentar impedir a ação do filho, foi ameaçada de morte por ele. Rosilene Bernardo, de 29 anos, tinha cortes nas costas, pescoço e outras partes do corpo.

Os militares foram até a casa do namorado da vítima, Wesley Pereira, de 18 anos. Lá, eles encontraram uma faca de serra perto do portão. Os oficiais cercaram o imóvel e Pereira permitiu a entrada dos militares.

O jovem confessou espontaneamente, de acordo com a PM, que matou a companheira porque ficou sabendo, por meio de amigo, que teria AIDS. Pereira disse que chegou a perguntar se o fato era verdade, porém Rosilene negou. Ele não ficou convencido com a resposta e começou a esfaqueá-la nos fundos de sua casa. Ele ainda teria tentado decapitar a moça, mas a faca quebrou.

A mãe do suspeito, Selma Julia, estava no imóvel quando o crime começou, mas não quis presenciar o fim e fugiu correndo. Selma contou aos policiais que ouviu os gritos da vítima e tentou convencer o filho a não esfaquear Rosilene. Pereira, então, apontou a faca para a mãe e disse que se ela não saísse, a mataria também. Nesse momento, Selma relatou que fugiu para a casa de sua mãe.

O jovem foi levado para a delegacia da cidade.

Fonte: O Tempo

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.