PM desarticula quadrilha que atacava bancos na região e mata assaltante



Seis pessoas foram presas pela Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) suspeitas de participarem da tentativa de arrombamento a um caixa eletrônico de um posto de atendimento da cidade de Dores do Turvo, na Zona da Mata mineira, ocorrida na madrugada da quinta-feira (11). Entre os presos, está Felipe Moreira Quirino, de 26 anos, foragido da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, e que responde pelos crimes de tráfico de drogas, porte de arma de fogo, homicídio e roubo à mão armada.

Felipe Moreira foi preso na Zona Rural de Senador Firmino, próximo a Dores do Turvo, onde os irmãos Bruno da Silva Barbosa, de 21 anos, e Claudinei da Silva Barbosa, 26 anos, foram presos. Durante o rastreamento, os policiais militares conseguiram localizar ainda os demais integrantes da quadrilha. Dois em Viçosa – Eloy de Carlos Santos Teixeira (34) e Natanael Fernandes da Silva (24), e dois no Barreiro, em Belo Horizonte. Rafaela Fernanda Saids Souza (20) e Marlon da Rosa Silva (23), que veio a óbito após trocar tiros com os militares.

O grupo é suspeito também de envolvimento nas explosões a caixas eletrônicos das cidades de Dom Cavati e Urucânia, que aconteceram este ano. Entre os materiais apreendidos está uma arma de fogo que teria sido roubada do vigilante durante a ação ao caixa eletrônico de Dom Cavati.

A ação foi realizada por policiais militares de Dores do Turvo, Ubá, Senador Firmino, Viçosa, Belo Horizonte, do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), pela Diretoria de Inteligência da PMMG, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público de Minas Gerais.

Além dos presos, a operação resultou ainda na apreensão de dez armas de fogo, sendo dois revólveres calibre 38, um revolver calibre 32, três pistolas cal.40, duas pistolas cal. 9mm, duas escopetas calibre 12, um veículo Fiat Strada, uma moto, três tabletes, uma barra e uma porção de maconha, além de cerca R$ 3 mil reais em dinheiro, dois coletes a prova de bala, explosivos e outros materiais ilícitos.

A Polícia Militar continua em operação para localizar um suspeito foragido, de alcunha “Nando”, que também teria participado da ação. Denúncias sobre o suspeito podem ser feitas via 181, Disque Denúncia. A informação é sigilosa.

Fonte: PMMG

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.