Polícia apresenta suspeita de ter assassinado investigador em Juiz de Fora



Nesta terça-feira (9), a Polícia Civil de Minas Gerais apresentou, em Juiz de Fora, uma jovem de 24 anos, suspeita de ter assassinado o investigador Antônio Geraldo Peters Netto, de 57 anos. O crime ocorreu no dia 14 de novembro de 2017, no bairro Vitorino Braga, Zona Leste da cidade.

Conforme informações do titular da Delegacia Especializada de Homicídios, Delegado Rodrigo Rolli, nesta tarde, após diligências dos policiais civis para apurar o crime, ela se apresentou na Delegacia e foi presa em virtude de um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. Ainda segundo o Delegado, investigações apontam que o caso trata-se de uma execução. “Depoimentos, prova material e pericial demonstram isso”, concluiu.

Após prestar depoimento, a mulher será encaminhada ao Sistema Prisional.

Fonte: PCMG

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.