Relatório final da CPI em Além Paraíba pede investigação de nove envolvidos, inclusive o atual prefeito



Vereador Bi

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apurou possíveis irregularidades na Secretaria Municipal de Obras da Prefeitura de Além Paraíba concluiu seus trabalhos com a leitura, no dia 3 de setembro último do relatório final. O texto foi elaborado pelo Vereador Gelson Luiz de Moura, mais conhecido como “Bi”, que foi o relator da CPI.

O relatório final tem mais de 40 páginas e sua leitura durou mais de três horas da Sessão da Câmara Municipal que contou com a presença de um bom número de pessoas. A CPI concluiu, entre outras coisas, que a Prefeitura encontra-se em “completa desordem administrativa, notadamente a Secretaria de Administração e a Secretaria de Obras e Serviços”.

Outro depoimento que chamou atenção do Relator da CPI foi o da Secretária de Administração, Vânia Beatriz de Morais Freitas, que negou ter conhecimento de tudo que lhe foi perguntado. Por conta disso o Vereador “Bi” fez a seguinte análise: “Ao que parece, a depoente, como Secretária de Administração, não sabia de nada ou quase nada do que acontecia na prefeitura e nas suas secretarias de governo. Em suma: suas negativas demonstram cabalmente e reafirmam todo o entendimento da CPI que a prefeitura vive um caos administrativo”.

Ao final, o Relator da CPI encaminha o Relatório Final ao Ministério Público Estadual “para que promova a responsabilidade civil ou criminal pelas infrações apuradas e adote as medidas que achar necessárias decorrentes de suas funções institucionais, tais como perícias, auditorias, etc.”; ao “Ao Poder Executivo, para adotar as providências saneadoras de caráter disciplinar e administrativo decorrentes do artigo 37 da Constituição Federal e demais dispositivos constitucionais aplicáveis, inclusive com o auxílio da autoridade policial”; e ainda à “À Procuradoria Geral de Justiça do Estado de Minas Gerais” e “ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais”.

O texto pede ainda que sejam investigados civil e criminalmente Wolnei Freitas, Prefeito Municipal: Vânia Beatriz Morais Freitas, Secretária Municipal de Administração; Christiane Ferreira Perácio Silveira, Chefe da Controladoria Interna da Prefeitura; Ocimar de Castro Neto, ex-Secretário Municipal de Obras; Reinaldo Titonele Couto, Funcionário Público Municipal;

Anderson Luiz dos Santos Lopes, funcionário Público Municipal; Alcir Bandeira, ex-Funcionário Público Municipal; Wesley Dias de Oliveira, ex-Funcionário Público Municipal; Rita de Cássia Sander Gama Lopes, esposa do funcionário Anderson Luiz dos Santos Lopes e demais pessoas passíveis das sanções previstas na legislação pertinente”, completa o texto.

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi composta pelos Vereadores, Simone Cabral (Presidente), Gelson Luiz de Moura (Relator) e Marco Antônio Camilo Jorge (Secretário).

Fonte: Marcelo Lopes, com informações da Câmara Municipal de Além Paraíba e Agora Jornais Associados

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.