Assembleia de Minas aprova projeto pioneiro de prevenção ao câncer no estado



Deputado Doutor Wilson Batista

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou em 1º turno, na Reunião Extraordinária de Plenário da manhã desta quarta-feira (14/11/12), o Projeto de Lei (PL) 2.197/11, do deputado Doutor Wilson Batista (PSD). A matéria institui o projeto de prevenção ao câncer Caminhos da Prevenção no âmbito do Programa de Prevenção Primária do Câncer (Prevpri), da Secretaria de Estado da Saúde.

De acordo com a proposição, a iniciativa será levada às diversas regiões de Minas Gerais, por meio de unidades móveis de prevenção a serem instaladas em veículos especialmente adaptados a este fim. Os veículos serão equipados com mamógrafos e demais aparelhos que permitam a realização de exames preventivos de câncer de mama, de colo de útero, de próstata e de pele, além de equipe de prevenção formada por um médico, uma enfermeira, três técnicas de enfermagem e motorista. As viagens serão feitas por meio das Gerências Regionais de Saúde.

Estacionamento em hospitais

Foi aprovado ainda, em 2º turno, o PL 1.601/11, do deputado João Vítor Xavier (PRP), que dispensa a cobrança de taxas referentes ao uso de estacionamento para embarque, desembarque, acomodação e socorro de pacientes nos hospitais e centros de saúde públicos. A proposição prevê que a gratuidade se aplica apenas aos casos de emergência, devidamente comprovados.

De acordo com o artigo 2°, a permanência do veículo nos estacionamentos será gratuita por até 60 minutos, sendo que, após esse período, os estacionamentos podem cobrar as taxas de acordo com a tabela estabelecida. O texto também estabelece que os estabelecimentos são obrigados a divulgar o conteúdo da futura lei, por meio de cartazes em locais visíveis.

Os efeitos da futura norma se aplicam apenas aos hospitais e centros de saúde públicos, uma vez que foi considerada necessária a restrição da norma apenas a essas instituições, pois, como há a prestação do serviço, deve ser reconhecido o direito do explorador da atividade econômica à justa remuneração.

Fonte: Assembleia de Minas

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.