Ministério da Saúde anuncia parceria com Facebook para incentivar doação de órgãos no Brasil



Ministério da Saúde anuncia parceria com Facebook para incentivar doação de órgãos no Brasil

Foi divulgado nesta segunda (30) uma parceria inédita entre o Ministério da Saúde e a rede social Facebook, que visa facilitar o registro da opção de doação de órgãos pelos usuários do site.

A parceria tem como objetivo quer ampliar o número de transplantes feitos no Brasil. Uma ferramenta, já disponível no perfil do usuário da rede social, possibilita que ele manifeste o desejo de ser doador de órgãos. Ainda assim, a doação só poderá acontecer após autorização da família.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou que a estratégia consiste em usar as redes sociais para aumentar o diálogo com a população brasileira. Ele lembrou que, atualmente, quase 80 milhões de brasileiros têm acesso a internet e quase 40 milhões usam o Facebook.

“Esta parceria facilita que qualquer indivíduo deixe clara a sua opção de ser doador, de registrar em vida que deseja ser um doador”, disse. “Acreditamos que vamos criar um burburinho e dialogar com o público jovem para que, desde o começo, possa optar por registrar o desejo de ser doador”, completou.

O vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, explicou que a nova ferramenta permite aos usuários declararem a intenção de serem doadores de órgãos em apenas alguns minutos e compartilhar a informação com os amigos e membros da família que também têm perfil na rede social.

“Para doar órgãos, é fundamental que haja o conhecimento e o consentimento da família. No momento em que isso for necessário, a família e os amigos saberão da intenção das pessoas. Esta estratégia não substitui o caminho formal, mas ajuda a tornar a intenção mais clara”, concluiu.

Como se declarar doador de órgãos no Facebook

Quem tiver interesse em utilizar a ferramenta deve entrar em seu perfil no Facebook, clicar em Atualizar Status, escolher a opção Evento Cotidiano e, em seguida, a opção Saúde e Bem-Estar.

Obs.: A opção funciona apenas no Facebook com a nova linha do tempo.

Como se declarar oficialmente um doar de órgaos

A legislação brasileira sobre o processo doação transplante estabelece que somos todos doadores de órgãos desde que após a nossa morte um familiar (até segundo-grau de parentesco) autorize, por escrito, a retirada dos órgãos. Portanto, não basta você querer ser um doador de órgãos. Sua família também precisa saber. São eles que vão autorizar os médicos a fazer o transplante da sua vida para outras vidas. Diga em casa, diga para seus amigos, diga para todo mundo que você quer ser um doador.

Qualquer pessoa pode doar órgãos. Nenhuma religião é contra a doação. Pelo contrário, toda religião apóia o amor aos outros, que inclui o ato de doar-se. Para um transplante de órgãos, só importa a compatibilidade entre você e as várias pessoas que esperam um coração, um pulmão, um rim. Uma vida.

Não é necessário nenhum registro em documento. Basta deixar a família avisada. Ela vai considerar isso como último desejo e autorizar a doação.

Informações da ADOTE – Aliança Brasileira pela Doação de Órgãos e Tecidos

.
Entrevistas

O Ministro Alexandre Padilha falou sobra nova funcionalidade do Facebook: agora, você pode expressar seu desejo também na rede social:

O vice-presidente do Facebook para a América Latina, Alexandre Hohagen, falou sobre a importância da nova funcionalidade que o Facebook lançou junto ao Ministério da Saúde, na qual os usuários da rede social podem expressar a vontade de serem doadores de órgãos:

Números do Brasil

  • 7993 transplantes foram realizados nos primeiros quatro meses deste ano;
  • 37% foi o aumento nos transplantes em comparação com o 1º quadrimestre de 2011;
  • 13,6 doadores para cada milhão de habitantes é o indíce atual – a meta era 13 até 2013.

Fonte: Agência Brasil

Últimas notícias em vídeo



Um comentário para “Ministério da Saúde anuncia parceria com Facebook para incentivar doação de órgãos no Brasil”

  1. José Carlos says:

    Parabéns pela iniciativa. Espetacular.

Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.