Muriaeense que perdeu a mãe para o câncer cria app de ajuda a pacientes



O jovem muriaeense César Filho, de 26 anos, foi destaque em uma reportagem do jornal Folha de São Paulo.

Em matéria publicada no dia 30 de julho, César fala sobre o momento difícil que passou recentemente, após acompanhar a evolução do câncer que matou sua mãe há três anos. Apesar da dor da perda, ele acabou desenvolvendo um aplicativo para ajudar pacientes a monitorar a doença.

O WeCancer surgiu após o muriaeense disputar uma competição de start-up. Ele ficou em segundo lugar e ganha uma bolsa de estudos na Califórnia, nos Estados Unidos. Com a ajuda de uma equipe, foi possível desenvolver a ideia.

O aplicativo foi lançado em dezembro de 2016. São duas plataformas diferentes no WeCancer: uma do paciente, o qual se reporta diariamente como se sente; e outra dor oncologista, que acesso a tais informações e através de gráficos e analise se consegue entender tudo o que o paciente passou desde a última consulta.

O piloto do aplicativo foi realizado no Hospital do Câncer de Muriaé da fundação Cristiano Varella, onde a mãe de César havia se tratado. “Eles usavam o aplicativo mesmo sem a plataforma do médico estar pronta, mostravam para a família como estavam se sentindo e deram muito “feedback”, o que ajudou a gente a melhorar o produto”, disse.

O aplicativo é gratuito e sempre será. “O paciente já está passando por tanta coisa. Nunca foi nossa ideia cobrar dele. A plataforma dos médicos já está pronta e sendo testada em hospitais. A gente teve muito cuidado para ela estar bem embasada cientificamente. Quando estiver pronta, a ideia é vendê-la aos hospitais, reinvestir o dinheiro e conseguir atingir mais pacientes”, afirma.

A matéria completa pode ser lida no site da Folha de São Paulo.

Fonte: Guia Muriaé

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.