Projeto sobre reprodução assistida para pessoa com câncer é aprovado na Assembleia de Minas



Doutor Wilson Batista

O Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais aprovou, em 1º turno, na Reunião Extraordinária da noite de quarta-feira (12/12/12), o Projeto de Lei (PL) 2.811/12. De autoria do deputado Doutor Wilson Batista (PSD), o projeto assegura o acesso às técnicas de preservação de gametas e ao tratamento de reprodução humana assistida, a pacientes em tratamento de câncer no Estado, que implique em sua esterilidade.

O texto aprovado garante o acesso às técnicas para a preservação, conservação, distribuição e transferência dos gametas, que serão utilizados em tratamento para a reprodução humana assistida na rede pública de saúde do Estado. Também será assegurado todo o tratamento de reprodução humana assistida. O paciente que receber o diagnóstico de câncer e tiver prescrito o tratamento por meio de cirurgia, quimioterapia e radioterapia que implique infertilidade terá prioridade na coleta de seus gametas para preservação.

A proposição deixa claro que o consentimento do beneficiário deverá ser formalizado por documento que contenha a indicação médica para a utilização das técnicas de tratamento oncológico consideradas infertilizantes e os aspectos técnicos e as implicações médicas das diferentes fases das modalidades de reprodução humana assistida disponíveis. O projeto veda essa manifestação da vontade por meio de procurador.

Por fim, o texto remete ao Poder Executivo a regulamentação da lei inclusive quanto à fixação das normas especificadoras dos requisitos a serem preenchidos pelos usuários para a execução de cada técnica de reprodução humana assistida.

Segundo o autor do Projeto, deputado Dr. Wilson Batista, a norma vem para garantir o direito dos pacientes de constituírem suas famílias após o tratamento. “Essa preservação (de gametas) só está disponível em clínicas particulares, então o importante deste projeto é que esse acesso também seja feito através da rede pública, do SUS” – justificou o parlamentar.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Deputado Dr. Wilson Batista

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.