Secretaria de Saúde de Minas lança kit para envolver as crianças na luta contra a dengue



Secretário de saúde entregou alguns kits a representantes de escolas presentes no evento

O Secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Antônio Jorge de Souza Marques, e a secretária adjunta de Educação, Maria Sueli Pires, lançaram nesta quarta-feira (05) o kit “Deu a louca no mundo da Fantasia”’ – o novo meio que a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) irá utilizar para conscientizar sobre o perigo da dengue e tem como alvo o público infantil.

O kit será enviado para as 3.702 escolas estaduais, conquistando um público de mais de 2 milhões de alunos que vão se tornar novos combatentes do Aedes aegypti.

Com os novos produtos, que integram as estratégias de combate à dengue do Programa Estadual de Controle Permanente da Dengue, o Governo de Minas busca fortalecer a mobilização contra a doença conquistando os alunos da Rede Pública de Ensino.

“Existem evidências de que crianças bem informadas levam conhecimento para dentro de casa. Esse é o momento ideal para iniciarmos novas ações por causa do período de chuva que se aproxima”, afirma o secretário de saúde, Antônio Jorge.

De acordo com o secretário, o Programa de Ação Permanente da Dengue tem tido sucesso na redução dos casos da doença. “Se compararmos os números de notificações de dengue, verificamos que eles estão retroagindo aos índices de 2006/2007. Isso nos faz acreditar que estamos no caminho certo e que a busca pela redução de casos deve ser constante”, completa.

O secretário lembrou, ainda, que os ovos do Aedes aegypti sobrevivem mesmo no período seco e o número de criadouros continua expressivo. “Pesquisas já revelaram que não basta comunicar. As pessoas já sabem o que deve ser feito para acabar com os focos do mosquito e o nosso maior desafio é transformar o conhecimento em ação”, explica.

Ação dentro de casa

A iniciativa da Secretaria de Saúde de Minas Gerais (SES) tem a meta de estimular as pessoas a agir dentro da própria casa. Segundo o órgão, 80% dos focos estão nos domicílios e a principal forma de combate à doença depende em grande parte da participação da comunidade.

A secretária adjunta de Educação, Sueli Pires, considera positiva a parceria entre a secretaria de Saúde e de Educação nesta campanha. “Ações simultâneas são mais eficazes, pois atingem todos os públicos. Sempre desenvolvemos um trabalho responsável junto com a Saúde e, agora, este trabalho também é lúdico. E temos certeza de que podemos contar com as crianças como parceiros reais no combate à doença”, acredita.

Deu a louca no mundo da fantasia

O kit de combate à dengue teve seu tema inspirado no trabalho do grupo de teatro “Saúde em cena”, formado por servidores voluntários da SES, que está completando cinco anos de atuação.

Os personagens e grafismos são baseados na peça teatral “Deu a louca no mundo da fantasia”, escrita por Susan Prado e Léo Duarte, em 2008, e encenada durante o lançamento dos novos produtos.

A peça, voltada para o público infantil, conta a história da Bruxa Éca e seus ajudantes (Mosquito da Dengue e Lobo Bô) que invadem o mundo real para propagar a dengue. Porém, a menina Maria, com ajuda de Branca de Névoa e o Porquinho Pedrito, farão o possível para impedir o sucesso do plano.

Sucesso entre os alunos

O aluno da Escola Municipal Maria José de Brito Carvalho, João Paulo, de 8 anos, adorou a história. “Foi tudo muito legal. Aprendi que não posso jogar lixo no chão para não acumular sujeira e ajudar mais mosquitos nascerem”, relata.

Composto por um DVD com o desenho animado, uma máscara de cada personagem da história, dez revistas em quadrinhos e um CD com o roteiro da peça (para que ela seja replicada na escola), com a radionovela e com fotos históricas do grupo de teatro, o kit vai permitir que os professores trabalharem interdisciplinarmente.

“A linguagem simples faz com que as crianças assimilem o conteúdo e passem adiante. Percebemos pela reação delas que mesmos as mais novas, como os nossos alunos que têm sete anos, entenderam a mensagem. Vamos propor aos alunos do Ensino Médio que trabalhem o roteiro da peça para apresentá-la na escola”, afirma o coordenador do Colégio São Paulo, Vicente Torres.

Estiveram presentes no lançamento e já receberam o kit os representantes das seguintes escolas: Centro Educacional Trilha da Criança (Juliana Ottoni); Colégio São Paulo (Vicente Omar Diniz Torres); Creche Cantinho Feliz (Adelaide Aparecida dos Santos); Creche Municipal Elizabeth Conceição Almeida Patrocínio (Juliana Martins dos Reis); Creche Tia Lina (Grace Márcia Candeia); Escola Municipal Afonso José da Silva (Iolanda Vicente dos Reis Silva); Escola Municipal Alice Lobato Martins (Cristina Cabral da Silva); Escola Municipal Francisco Cândido da Silva (Regiani Aparecida de Andrade); Escola Municipal Maria José de Brito Carvalho (Roberto Leonardo Moreira); Escola Municipal Professora Mércia Margarida Lacerda Machado (Lúcia Maria Silva Gonçalves) e Instituto Educacional Risque e Rabisque (Nilse Aparecida dos Santos).

Fonte: Agência Minas

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.