UPA em Muriaé segue sem funcionamento devido a falta de apoio do Governo do Estado



Unidade da UPA em Muriaé

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Muriaé foi alvo recente de uma manifestação na cidade. A obra, inaugurada no fim do ano passado, segue sem funcionamento por falta de apoio do Estado.

Em entrevista ao Guia Muriaé, a Secretária Adjunta de Saúde, Grasielle Esposito, falou dos entraves para início do funcionamento da UPA, localizada na Rua Ferreira Leite, no bairro da Barra. “A UPA terá uma despesa mensal de R$ 800.00,00. Deste total, o Governo Federal arcaria com 50%, o Estadual com 25% e a Prefeitura com outros 25%, porém o Governo Estadual não esta ‘disposto’ a ajudar com os recursos necessários para que a UPA comece a funcionar”.

Segundo diagnóstico situacional, a construção da UPA está 100% concluída no que se refere à estruturação física, ainda existe uma preocupação em relação as adaptações para a tubulação de oxigênio, daí a grande importância da visita técnica dos profissionais do Ministério da Saúde, pré agendada para o dia 09/08/2013.

A Secretária de Saúde Municipal trabalha para requalificar a UPA na cidade, que atualmente esta classificada como Porte II, passando a classificação para Porte III. Com isso, a unidade receberia mais recursos e teria ainda mais leitos e médicos para atender a população. De acordo com levantamento realizado pela Secretária Adjunta de Saúde, em todo Estado de Minas Gerais, nenhuma UPA tipo II recebe ajuda financeira do Governo Estadual.

O município de Muriaé atende a Micro Região que supera 250.000 mil habitantes, fazendo-se necessária a requalificação, para que seja possível atender com qualidade toda a população.

A Secretária de Saúde Municipal segue buscando apoio político para intervenção junto ao Governo do Estado, para que a UPA possa entrar em funcionamento antes do prazo limite (março de 2014) para firmamento do convênio.

Entenda a qualificação da UPA

  • UPA Porte I: tem de 5 a 8 leitos de observação. População na área de abrangência de 50 mil a 100 mil habitantes;
  • UPA Porte II: 9 a 12 leitos de observação. População na área de abrangência de 100 mil a 200 mil habitantes;
  • UPA Porte III: 13 a 20 leitos de observação. População na área de abrangência de 200 mil a 300 mil habitantes.

Fonte: Guia Muriaé
Foto: Divulgação



Envie um comentário

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.






Powered by WordPress