Consumo de combustíveis no Brasil caiu 4,5% na comparação entre 2016 e 2015



As vendas de combustíveis no mercado brasileiro em 2016 totalizaram 135,436 bilhões de litros, o que representa uma redução de 4,5% em relação aos 141,811 bilhões de litros registrados em 2015. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (16) no Seminário de Avaliação do Mercado de Combustíveis 2017 (Ano-Base 2016), no escritório central da ANP, no Rio de Janeiro.

A comercialização de gasolina C foi de 43,019 bilhões de litros, um aumento de 4,6% em relação aos 41,137 bilhões de litros relativos a 2015. Já o consumo de etanol hidratado, que havia sido de 17,863 bilhões de litros em 2015, caiu para 14,586 bilhões de litros em 2016, uma redução de 18,3%. O etanol total (soma de anidro – etanol misturado à gasolina – e hidratado – etanol combustível) teve queda de 9% em 2016 frente a 2015, de 28,796 bilhões de litros para 26,201 bilhões de litros.

Houve redução de 5,1% na comercialização de óleo diesel B na comparação entre 2015 e 2016, de 57,211 bilhões de litros para 54,279 bilhões de litros. A queda nas vendas de biodiesel também foi de 5,1%, de 4,005 bilhões de litros em 2015, para 3,799 bilhões de litros em 2016.

Ainda segundo os dados divulgados pela ANP, as vendas de gás liquefeito de petróleo (GLP) aumentaram 1,1%, de 13,249 bilhões de litros para 13,398 bilhões de litros. Houve redução na venda querosene de aviação (QAV) de 8%, de 7,355 bilhões de litros para 6,765 bilhões de litros. No óleo combustível houve queda de 32,4%, de 4,932 bilhões de litros para 3,333 bilhões de litros. O gás natural veicular (GNV) apresentou crescimento de 3,2 % no volume comercializado, passando de 4,820 milhões de m³/dia para 4,976 milhões de m³/dia.

Fonte: ANP

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.