Horário de Verão começa no próximo domingo



Horário de Verão

A partir da zero hora do próximo domingo (21), os relógios de quem mora nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste deverão ser adiantados em uma hora. Nesta data, entra em vigor no país, o Horário de Verão, que se estenderá até 17 de fevereiro do ano que vem. Com essa medida, a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) estima uma redução na demanda diária máxima de energia de até 4%, o que corresponde a cerca de 320 MW, em Minas Gerais.

Essa energia equivale, por dia, a uma redução no horário de pico comparável à demanda no mesmo horário de Juiz de Fora e Sete Lagoas, cidades de porte médio do interior de Minas, ou de uma grande cidade com 750 mil habitantes. Em termos de geração, equivale a 2,4 usinas do porte da Usina Térmica Igarapé (com 131 MW de potência).

Durante os 119 dias, ou praticamente quatro meses, de Horário de Verão, espera-se uma economia de energia de até 0,5% (88.000 MWh), o que seria suficiente para abastecer a capital mineira durante dez dias. Para o consumidor residencial, por sua vez, a redução mensal pode chegar a 5%, sem a mudança dos hábitos de consumo. Essa economia pode ser ainda maior, se o consumidor seguir as dicas listadas abaixo.

Segundo o engenheiro de Operação do Sistema da Cemig, Wilson Fernandes Lage, o principal benefício do Horário de Verão é o aumento da confiabilidade e segurança na operação do sistema elétrico, o que acaba reduzindo o risco de apagões. “Isso é alcançado pela redução da demanda máxima durante o horário de pico de carga do sistema elétrico brasileiro, que ocorre no período das 18h às 22h”, afirma.

Ainda segundo o engenheiro, o Horário de Verão pode gerar uma série de outros ganhos. “Com a sua adoção, é possível, por exemplo, facilitar a programação de manutenções, reduzir a necessidade de geração térmica para atendimento de ponta, minimizar a necessidade de investimentos para atendimentos localizados e preservar o meio ambiente, já que a poluição que seria produzida pela queima de combustível fóssil é evitada”, explica Wilson.

De acordo com Wilson Lage, como nesta época os dias ficam mais longos, a economia registrada, principalmente nas regiões mais ao Sul do Estado, pode ser bastante significativa. “Quanto maior a distância da linha do Equador, maior o efeito do horário”, comenta.

Esta é a 42ª edição do Horário de Verão que, desde 2008, possui data fixa de início (terceiro domingo de outubro) e término (terceiro domingo de fevereiro). Essa medida é adotada em cerca 84 países do mundo, sendo que os países do Hemisfério Norte adotam a medida entre março e outubro, enquanto que no Hemisfério Sul o horário de verão é adotado entre outubro e março.

Confira algumas dicas para economizar energia:

Reduzir termostatos

Seja no chuveiro, aquecedor, condicionador de ar, geladeira ou freezer, reduzir um grau centígrado na temperatura do termostato pode representar uma economia de até 5% da sua conta.

Desligar quando não estiver em uso

Equipamentos elétricos e eletrônicos produzidos no Brasil antes de 2001 tendem a consumir bastante energia mesmo quando em stand-by, mas mesmo os aparelhos mais modernos tendem a consumir alguma energia durante todo o tempo em que estão ligados na tomada – levando a até 35% de desperdício. Conectar carregadores, sintonizadores de TV a cabo, o aparelho de TV e o de DVD e mesmo o seu computador em uma régua ou estabilizador que disponha de chave liga/desliga pode ser uma forma prática de interromper este circuito sem tirá-lo fisicamente da tomada.

Iluminação

Evite acender lâmpadas durante o dia, aproveitando ao máximo a iluminação natural. Prefira as lâmpadas fluorescentes compactas, pois elas duram mais e gastam menos energia. Pinte paredes e tetos com cores claras, que refletem melhor a luz, diminuindo a necessidade de iluminação artificial.

Geladeira

Evite abrir a geladeira frequentemente. Quando for usar o eletrodoméstico, retire de uma só vez os alimentos de que precisa. Não guarde alimentos ainda quentes. Para saber se a borracha de vedação está em bom estado, faça o seguinte teste: coloque uma folha de papel entre a porta e a geladeira, feche a porta e tente retirar a folha, se ela sair com facilidade, está na hora de trocar a borracha. Repita o teste em vários pontos da porta da geladeira. Não utilize a grade traseira para secar roupas ou calçados.

Tomadas e fios

Tomadas quentes são sinônimo de desperdício. Por isso, evite o uso de benjamins. Emendas mal feitas ou com fios de bitolas diferentes causam perda de energia.

Celulares e câmeras

Nunca deixe seu aparelho “dormir” carregando. Ou seja, dê a carga e retire-os da tomada. Para câmeras digitais que não usam pilhas, aplica-se a mesma regra do celular. Só carregue o tempo necessário especificado no manual.

Computadores

Quando não estiver usando, mantenha o monitor desligado e o estabilizador desconectado da tomada. Dê preferência aos notebooks que consomem menos energia. Um computador ligado durante uma hora por dia consome em média 5 kWh por mês. No decorrer de um ano, a economia decorrente do desligamento do computador durante uma hora a menos será de 60 kWh. Não deixe os acessórios do computador (impressora, estabilizador, etc.) ligados sem necessidade.

Para saber mais sobre o uso da energia elétrica sem desperdícios ou solicitar serviços e informações da Cemig, consulte o site http://www.cemig.com.br.

Fonte: Agência Minas

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.