Muriaeense se destaca na Itália ensinando capoeira



Fabiano Maia Xavier

O muriaeense Fabiano Maia Xavier é destaque na Itália, onde reside desde 2005 e trabalha ensinando capoeira. Conheça um pouco mais da história do Fabiano!

Fabiano, conhecido como Professor Jaguar no meio da capoeira, foi uma criança, um adolescente, um jovem como outro qualquer, nascido e criado na rua São Sebastião, no Centro, sempre sob os olhos atentos de seus pais, de dona Irene Maria Maia Xavier e do senhor Francisco Xavier, onde gozou da companhia de Fabrício Xavier, seu melhor amigo e único irmão.

Sua história com a capoeira, que está fortemente presente em sua vida até os dias atuais, começou no dia 9 de fevereiro de 1982, quando, em seu aniversário, seu pai, que há de se ressaltar faz parte da primeira turma de capoeiristas da cidade de Muriaé, o levou para sua primeira aula de capoeira, que antigamente eram realizadas na antiga Casa dos Padres, sendo que o professor na época era o Samuca. O destino parecia traçado, nunca mais a capoeira deixou a sua vida e Samuca, hoje Mestrando, sempre foi quem o orientou nesta arte.

Fabiano foi para a Itália convidado pelo seu mestre em 2005, na ocasião se organizava um encontro internacional de sua escola e por lá ele ficou por 2 meses estagiando com seu mestre, porém o estágio acabou e Fabiano retornou a Muriaé. Mas a experiência havia deixado frutos, havia aberto a sua mente para as infinitas oportunidades que a capoeira poderia lhe oferecer…

Assim, após uma série de eventos, muitos pessoais e alguns profissionais, em outubro de 2005 Fabiano viajou novamente para a Itália, onde ficou por sete anos, até a última vez que voltou novamente a Muriaé para rever parentes e amigos.

Após muita luta e trabalho, seu esforço foi recompensado quando recebeu junto com o Instrutor Marreta a responsabilidade de gerir a Escola da Capoeiragem na Itália, em ocasião da transferência de Mestre Samuca para a Bélgica, sempre com o intuito de levar a capoeira, a nossa escola e o orgulho de ser brasileiro aos quatro cantos do mundo.

Hoje, aos 36 anos, Fabiano trabalha diretamente com academias nas cidades de Reggio Emilia, Modena, Rubiera, Formigine e Gualtieri; indiretamente com Bologna, Parma, Fidenza, Sassuolo, Carpi, Vignola, Castelfranco Emilia, onde conta com aproximadamente 130 alunos entre crianças e adultos. O muriaeense ainda colabora com as associações “Afro Dança Lo”, “Jahspora Crew” e “Per Mano”. Com a capoeira Fabiano conheceu várias cidades da Itália e outros tantos países europeus…

Fabiano ressalta que é muito trabalho, que às vezes é muito mais difícil do que se imagina, mas tudo é muito gratificante quando em uma roda de capoeira ele percebe que europeus estão ali imersos em nossa cultura, cantando e falando nossa língua, fazendo a sua capoeira e transmitindo a mesma felicidade que ele sente quando ouve o som do berimbau! Esta é a força que lhe faz enfrentar o frio europeu, a saudade de casa!

Na ocasião, Fabiano aproveita o espaço para agradecer a Deus acima de tudo, a todos os seus alunos no Brasil e na Itália, aos Graduados Lesquim, India, Sininho, Lua, Limao, Tomate, Kichute, Pivete e Dorminhoco; aos Instrutores Gaivota, Marreta, Sararà; ao Professor Babinha; aos Mestres Cleide, Nilson e Ivan, Danilo Vilhena e Jose Ricardo, a seu mentor e mestre Samuca; a Alessandra Berni; a Fabricio Xavier, seu irmão e companheiro de tantos treinos quando criança, e em especial a sua mãe, Dona Irene, e a seu pai, Francisco Xavier, e a todos aqueles que acreditam na capoeira!

Veja mais fotos na galeria abaixo:

Fonte: Guia Muriaé
Fotos: Acervo pessoal

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.