Publicações com a tag ‘eleicoes 2012’



Escolhidos os novos prefeitos em Biquinhas, Cachoeira Dourada, Diamantina e em São João do Paraíso


Eleições

Os eleitores das quatro cidades em que ocorreram eleição extemporânea no domingo (7) já conhecem seus novos prefeito e vice-prefeito que comandarão os respectivos Executivos municipais até dezembro de 2016.

Em Diamantina (Vale do Jequitinhonha), foram eleitos Paulo Célio Hugo (PSDB) e Cássio Moreira (DEM, vice-prefeito), com 14.706 votos (63,79%). Em segundo lugar, ficaram os candidatos Ragosino Araujo (PTC) e Ronaldo Ferreira da Silva(PTN – candidato a vice), com 4.561 votos (19,78%). O terceiro candidato, Marcos Tibães (PT), que tinha como candidato a vice Marcílio Almeida (PC do B), teve 3.786 votos (16,42%). Os votos nulos foram 1.283 (5,09%), e os brancos totalizaram 854 (3,39%). O comparecimento às urnas foi de 25.190 eleitores (71,44%). A totalização terminou às 19h52.

Antônio de Oliveira Pinto (PSDB) e seu vice, Roberto César Mendes (DEM), foram eleitos em São João do Paraíso (Norte de Minas), com 6.237 votos (58,18%). O outro candidato, Antônio Caroba da Silva, e seu vice, Natalino Oliveira (ambos do PT), obtiveram 4.484 votos (41,82%). Votos brancos foram 361 (3,06%) e nulos, 709 (6,01%). O comparecimento às urnas foi de 11.791 eleitores (69,35%). A totalização foi encerrada às 19h06.

Em Cachoeira Dourada (Triângulo Mineiro), foram vencedores José Márcio Storti (PTB) e Ovídio Dantas (PMDB – vice prefeito), com 1.412 votos (85,94% dos votos válidos). O outro candidato, Ciro Soares, e seu vice, Ednilson Nascimento, ambos do PT, conseguiram 231 votos (14,06%). Votos nulos somaram 69 (3,93%) e os brancos, 42 (2,39%). O comparecimento às urnas foi de 1.754 eleitores (85,94%). A totalização encerrou-se às 18h12.

Em Biquinhas (Região Central), Carlos Alberto Pereira (PR), e seu vice, José Luiz Almeida (PMDB), obtiveram 1.311 votos (50,31%) e vão governar o município. O outro candidato, Cleiton Silva, e seu vice, Lucien Amaral (ambos do PSDB), conseguiram 1.295 votos (49,69%). Votos brancos totalizaram 20 (0,76%) e nulos, 18 (0,68%). O comparecimento de eleitores às urnas foi de 2.644 (94,06%). A totalização terminou às 18h20.

A realização de nova eleição para prefeito nos quatro municípios deveu-se à confirmação pela Justiça Eleitoral da cassação dos prefeitos eleitos em 2012. Em todas essas cidades, as eleições foram anuladas porque os candidatos que concorreram com registros de candidatura indeferidos obtiveram mais de 50% dos votos válidos. Assim, os votos recebidos por eles foram anulados pela Justiça Eleitoral.

Fonte: TRE-MG

TREs definem datas para eleições em 17 municípios


Eleições

Os Tribunais Regionais Eleitorais de 17 municípios brasileiros definiram as datas para as próximas eleições para prefeito e vice-prefeito. Os pleitos estão agendados para os meses de fevereiro, março e abril.

Os municípios estão localizados em Santa Catarina, Minas Gerais, no Rio Grande do Sul, em Mato Grosso do Sul, no Espírito Santo, na Bahia, no Paraná e no Amapá. Em todas as cidades, as eleições foram anuladas por que os candidatos que concorreram com registro de candidatura rejeitado obtiveram mais de 50% dos votos válidos. Esses votos foram então anulados pela Justiça Eleitoral e os candidatos não poderão tomar posse e exercer o cargo.

A anulação das eleições também pode acontecer quando é comprovada a prática, no processo eleitoral, de fraude, falsidade, coação, abuso de poder, compra de votos ou emprego de processo de propaganda proibido por lei.

Atualmente, os presidentes das câmaras de vereadores ocupam os cargos de prefeito e vice-prefeito até que as novas eleições ocorram. Veja abaixo o novo calendário das novas eleições:

Guarapari-ES: 03/02/2013
Erechim-RS: 03/03/2013
Eugênio de Castro-RS: 03/03/2013
Novo Hamburgo-RS: 03/03/2013
Sidrolândia-MS: 03/03/2013
Camamu-BA: 03/03/2013
Balneário Rincão-SC: 03/03/2013
Campo Erê-SC: 03/03/2013
Criciúma-SC: 03/03/2013
Tangará-SC: 03/03/2013
Bonito-MS: 03/03/2013
Pedra Branca do Amapari- AP: 31/03/2013
São João do Paraíso -MG: 07/04/2013
Biquinhas -MG: 07/04/2013
Diamantina -MG: 07/04/2013
Cachoeira Dourada -MG: 07/04/2013
Joaquim Távora-PR: 07/04/2013

Fonte: Agência Brasil

Notícias que foram destaque no dia de 26/12/2012 em Muriaé e região


Confira abaixo as principais notícias que foram destaque no dia de 26/12/2012 em Muriaé e região:

Eleitor que não votou no segundo turno tem até dia 27 para justificar ausência


Justificativa de ausência no segundo turno das Eleições 2012

O eleitor que deixou de votar no segundo turno das Eleições 2012 por estar fora de seu domicílio eleitoral e não justificou a ausência neste domingo (28), dia da eleição, poderá apresentar a justificativa até o dia 27 de dezembro. Já quem faltou ao primeiro turno do pleito deve regularizar a situação até o dia 6 do mesmo mês. No Brasil, o voto é obrigatório para quem tem de 18 a 70 anos.

A justificativa deve ser apresentada em qualquer cartório eleitoral do país. Para tanto, o eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral, que pode ser obtido, gratuitamente, nos cartórios eleitorais e nos postos de atendimento ao eleitor.

O documento também pode ser baixado em formato PDF no site do TSE. Para preencher o formulário, é indispensável que o eleitor tenha o número do título. Além do requerimento devidamente preenchido, o eleitor também terá de apresentar um documento com foto, que pode ser a carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidades funcionais), como certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

O eleitor que não votar e não apresentar justificativa fica impedido, entre outras coisas, de tirar passaporte, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles, e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outras sanções.

Quem deixar de votar e não apresentar justificativa por três eleições, considerando cada turno uma eleição, tem o título cancelado.

Eleitores no exterior

Os eleitores residentes no exterior e que já se cadastraram para votar no país onde moram não votam nem precisam justificar a ausência na eleição municipal. Esses eleitores participam somente do pleito para presidente da República.

Já os residentes no exterior que não se cadastraram para votar no país onde se encontram e os que estiverem fora do Brasil no dia do pleito municipal devem justificar a ausência às eleições no prazo de 30 dias após o retorno ao Brasil.

Clique aqui para outras informações sobre justificativa eleitoral.

Fonte: TSE

Notícias que foram destaque no dia de 03/12/2012 em Muriaé e região


Confira abaixo as principais notícias que foram destaque no dia de 03/12/2012 em Muriaé e região:

Notícias que foram destaque no dia de 07/11/2012 em Muriaé e região


Confira abaixo as principais notícias que foram destaque no dia de 07/11/2012 em Muriaé e região:

Eleições 2012 – Presidente do TRE recomenda que partidos retirem suas propagandas eleitorais


Eleições 2012

O presidente do TRE-MG, desembargador Antônio Carlos Cruvinel, encaminhou na terça-feira (6) a todos os órgãos de direção partidária do Estado, ofício recomendando-lhes a remoção da propaganda eleitoral por eles utilizada nas Eleições 2012, bem como a restauração do bem em que foi posta.

De acordo com o Calendário Eleitoral/2012, é de 30 dias após as eleições o prazo para tal providência. No caso das propagandas referentes ao primeiro turno, esse prazo expira neste 6 de novembro. Descumprir tal determinação sujeita os responsáveis à legislação comum aplicável, de acordo com o parágrafo único do artigo 88 da Resolução TSE 23.370/2011.

Com essa iniciativa, o desembargador Cruvinel, além de dar publicidade ao prazo previsto no Calendário Eleitoral, dá prosseguimento às metas do projeto “Sujeira não é legal”, lançado pelo TRE-MG em julho, em parceria com outras entidades, com o intuito de orientar candidatos e eleitores a uma campanha eleitoral mais limpa, segura e tranquila.

Fonte: TRE-MG

Notícias que foram destaque no dia de 06/11/2012 em Muriaé e região


Confira abaixo as principais notícias que foram destaque no dia de 06/11/2012 em Muriaé e região:

Notícias que foram destaque no dia de 29/10/2012 em Muriaé e região


Confira abaixo as principais notícias que foram destaque no dia de 29/10/2012 em Muriaé e região:

Eleitor que não votou no segundo turno tem até 27 de dezembro para justificar ausência


Eleições 2012

O eleitor que deixou de votar no segundo turno das Eleições 2012 por estar fora de seu domicílio eleitoral e não justificou a ausência neste domingo (28), dia da eleição, poderá apresentar a justificativa até o dia 27 de dezembro. Já quem faltou ao primeiro turno do pleito deve regularizar a situação até o dia 6 do mesmo mês. No Brasil, o voto é obrigatório entre 18 e 70 anos.

A justificativa deve ser apresentada em qualquer cartório eleitoral do país. Para tanto, o eleitor deve preencher o Requerimento de Justificativa Eleitoral, que pode ser obtido, gratuitamente, nos cartórios eleitorais e nos postos de atendimento ao eleitor.

O documento também pode ser baixado em formato PDF no site do TSE. Para preencher o formulário, é indispensável que o eleitor tenha o número do título. Além do requerimento devidamente preenchido, o eleitor também terá de apresentar um documento com foto, que pode ser a carteira de identidade ou documento de valor legal equivalente (identidades funcionais), como certificado de reservista, carteira de trabalho ou carteira nacional de habilitação.

O eleitor que não votar e não apresentar justificativa fica impedido, entre outras coisas, de tirar passaporte, inscrever-se em concurso ou prova para cargo ou função pública, investir-se ou empossar-se neles, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outras sanções.

Quem deixar de votar e não apresentar justificativa por três eleições, considerando cada turno uma eleição, tem o título cancelado.

Eleitores no exterior

Os eleitores residentes no exterior e que já se cadastram para votar no país onde moram não votam nem precisam justificar a ausência na eleição municipal. Esses eleitores participam somente do pleito para presidente da República.

Já os residentes no exterior que não se cadastraram para votar no país onde se encontram e os que estiverem fora do País no dia do pleito municipal devem justificar a ausência às eleições no prazo de 30 dias após o retorno ao Brasil.

Clique aqui para outras informações sobre justificativa eleitoral.



Powered by WordPress