A importância das metas

Colunista Bianca Espirito Santo Barbosa
Nos processos com meus clientes, um dos primeiros passos que fazemos juntos é analisar onde ele quer chegar e estipular metas e submetas. Mas muitas pessoas ainda tem dúvidas da importância das metas em nossa vida.

Todos nós somos dirigidos por no qual nos baseamos para tomar decisões, fazer escolhas e investir nosso tempo e energia.

Alguns exemplos que dirigem grande parte das pessoas são:

Culpa

Quem é controlado pela culpa, vive tentando fugir do remorso. Permite que o passado controle o seu futuro. Como não se acha merecedor de conquistas acaba se autossabotando com frequência. Temos que levar em conta que somos produtos do nosso passado mas não podemos ser prisioneiros dele. A solução para quem vive preso a uma culpa é o auto perdão. Se você cometeu um erro, por maior que seja, não vale a pena mantê-lo vivo destruindo tudo que você é capaz de construir. Aprenda com o erro, se perdoe e permita-se ser vitorioso.

Raiva

Existem dois tipos de pessoas que tem a vida dirigida pela raiva: aquelas que explodem e magoam a si mesmo e a todos ao seu redor e aquelas que se fecham e guardam rancor sem demonstrar. Ambos os comportamentos são prejudiciais. Se uma pessoa te machucou, ela só continua te machucando se você se permitir guardar esse rancor e ficar remoendo a mágoa. A solução mais uma vez é o perdão. Perdoe para que você seja livre, saudável e para que possa viver sua vida no caminho certo.

Medo

A pessoa que é guiada pelo medo perde inúmeras oportunidades de crescer e aprender simplesmente por não querer sair da sua segurança, o que acaba se tornando uma prisão. Muitas tem medo de não conseguir mas se esquecem que tentando terá a possibilidade da vitória, e que sem agir, a vitória é impossível. A solução é saber que erros são experiências e aprendizados que nos tornam mais fortes para a próxima etapa. Não sinta medo pelos erros que outras pessoas cometeram e nem deixe que elas te passem o próprio medo. Cada ser é único e uma mesma experiência tem um objetivo diferente para cada pessoa.

Materialismo

As pessoas que tem a vida dirigida pelo materialismo tem um único objetivo: ter mais. Elas acabam confundindo o seu próprio valor pessoal com o valor monetário. Todas as escolhas feitas são em função do dinheiro pois acham de certa forma que com ele estarão sempre seguras, o que não é verdade.

Aprovação

Algumas pessoas deixam sua vida ser governada em função da aprovação de terceiros. Sempre tentando suprir expectativas o que ocasiona certa pressão o que as priva terem ideias próprias. Muitos que tentam seguir a multidão acabam ficando perdidos nela, abandonando seus valores e suas vontades.

Todos esses exemplos não são capazes de nos dirigir quando decidimos seguir nossas metas, o nosso propósito.

Quando não temos metas específicas, normalmente podemos passar pelas seguintes situações:

* Falta de ânimo para acordar e cumprir os compromissos diários.. Insatisfação pessoal.
* Mudança constante de emprego, relacionamentos, etc
* Dificuldade em tomar decisões importantes.
* Medo do futuro, insegurança.
* Perda de tempo.
* Falta de foco e produtividade.
* Ansiedade / estresse.

E afinal, quais são os benefícios de ter metas bem estipuladas e seguir o seu propósito?

Dá sentido à vida

Se você tem um grande porquê pelo qual viver, você pode suportar qualquer desafio! Quando não setem um propósito, a vida fica desanimadora. Se nós temos um Porquê, podemos suportar todos os desafios e começamos a viver ao invés de só sobreviver.

Simplifica seu dia a dia

Quando você tem um propósito e metas bem estipuladas é como se tivesse um padrão de avaliação (filtro) por onde passará as escolhas e assim você tomará decisões de forma mais eficiente sem depender das circunstâncias, pressão do ambiente ou do seu humor. Assim você saberá selecionar as atividades que te levam ao seu objetivo e não desperdiçar tempo, energia e recursos com o que não te leva a ele.

Direciona suas escolhas

Selecionando melhor as suas atividades, poderá focar no que realmente importa. Quando concentramos esforço em algo, temos um resultado mais eficiente pois foco é sinônimo de potência. Quando não se tem um porquê bem definido, acabamos tendo muitas atividades e pouca produtividade.

Estimula o seu viver

É ótimo ter um motivo para acordar, para trabalhar, para viver. Sem um real motivo, não conseguimos atingir um bom desempenho. Não é o excesso de trabalho que te deixa cansado e sim, o trabalho sem sentido.

Já sabe onde quer chegar mas ainda não consegue escrever suas metas? Na próxima matéria descreverei o passo a passo para elaboração de metas neurologicamente corretas e também dicas para descobrir o seu propósito.

Autora: Bianca Espirito Santo Barbosa – Maste Coach Integral Sistêmico. Ministrante de treinamentos de Inteligência Emocional, Analista de perfil comportamental, mentoria e coaching individual e em grupo, Treinadora na empresa Legacy Training.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo