6 de Setembro – Dia do Muriaeense



A comemoração do “Dia do Muriaeense” se repete a cada ano, em cumprimento ao Decreto nº 76 de 4 de Setembro de 1958, do então Prefeito Municipal de Muriaé Dr. Antônio Augusto Soares Canêdo.

Este decreto transformou-se em Lei Municipal nº 368 de 21 de Agosto de 1964.

Foi considerado, tanto no Decreto quanto na Lei, que este dia deveria ser “de festa de congraçamento e amizade” de que todos deveriam participar, “os muriaeenses presentes e ausentes, bem como as pessoas que aqui residem e que tenham pela terra muriaeense amor e carinho e possam, unidos, sob a inspiração da magna data, comemorá-la fraternalmente.




A festa incorporou-se ao Calendário da Cidade.

Como os povos que se prezam e comemoram sempre uma data tradicional, o muriaeense, também, comemora com orgulho este dia e, assim, ano após ano, vai escrevendo sua história.

Entre as comemorações do “Dia do Muriaeense” encontra-se em primeiro lugar: A lembrança do seu fundador, Dr. Antônio Augusto Soares Canêdo, homem que conquistou a admiração de seus amigos e opositores.

“As grandes árvores caem quando perdem raízes”, por isso devemos cuidar de nossas raízes culturais, sociais, morais, religiosas e administrativas para poder nos conservar vivos, como o jequitibá – plantado em terra mineira – criando raízes tão fundas que permitem ao tronco e folhas crescer cada vez mais alto, à cata de sol.

As comemorações do “Dia do Muriaeense” são iniciadas na Praça Santos Dumont, em frente ao monumento do 1º Centenário de Muriaé, com a colocação de uma coroa de flores pelos alunos do Jardim de Infância Dr. Antônio Canêdo, no busto do seu patrono.

À tarde, sessão solene na Câmara Municipal com outorga de título de cidadão muriaeense aos não muriaeenses que aqui vivem e trabalham em prol do engrandecimento de Muriaé.

Autor: Maria Auxiliadora de Faria (Dorinha)
Foto: Sargento Rangel

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.