Home / Notícias / Região / Falsos fiscais da Receita Federal aplicam golpes na região

Falsos fiscais da Receita Federal aplicam golpes na região

Foto dos falsos fiscais da Receita Federal




Três indivíduos vêm aplicando golpes nos comércios da região se passando por falsos fiscais da Receita Federal. Nos últimos dias o grupo teria agido em Manhuaçu e Carangola. Em Muriaé, um caso do tipo foi registrado em Outubro, quando um estelionatário se passou por fiscal da Receita Federal e furtou folhas de cheque em um comércio na Barra.

A foto que ilustra esta publicação é um registro do circuito de câmeras de segurança de uma agência bancária em Manhuaçu onde os estelionatários foram flagrados agindo.

Qualquer informação sobre estes criminosos, favor entrar em contato com a Polícia Militar ou Civil.

Receita Federal alerta para autuações de empresas por falsos fiscais

A Receita Federal emitiu no último mês um alerta aos contribuintes sobre falsos fiscais que atuam em nome da secretarua em busca de dinheiro de empresas.

No comunicado, a Receita explica que qualquer empresa abordada pelos fiscais recebe um documento com o número do mandado de procedimento fiscal (MPF) e senha de acesso. Com essas informações, o empresário deve entrar na página da Receita Federal na internet (www.receita.fazenda.gov.br) e verificar o motivo da fiscalização, depois de clicar nos seguintes links: todos os serviços, fiscalização e consulta.

De acordo com a Receita Federal, os falsos fiscais primeiramente fazem contato com a empresa por telefone ou por e-mail. Em seguida, aparecem no estabelecimento bem vestidos e com carteira profissional falsa. Eles pedem livros contábeis e, segundo o órgão, criam uma encenação que leva o contribuinte a acreditar que está sendo autuado. Sob o pretexto de aliviar a fiscalização, os farsantes pedem propina às empresas.

A Receita também esclareceu que, em outros casos, os criminosos se dizem membros de uma associação de auditores fiscais e querem vender falsas assinaturas ou anúncios em revistas do Fisco. O órgão negou ter alguma revista ou associação autorizada a falar em seu nome.

De acordo com o Fisco, o contribuinte que perceber a abordagem de um falso fiscal deve chamar a Polícia Civil ou a Polícia Federal para registrar o flagrante. A Receita informou ainda que valores devidos à União só podem ser quitados por meio de um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), pago somente em agências bancárias. Nenhum servidor público está autorizado a receber dinheiro em nome do órgão.

Fonte: Guia Muriaé, com informações de O Combatente e Agência Brasil
Foto: Polícia Militar de Manhuaçu

Confira também

Quatro são presos por tráfico de drogas em Ubá

Quatro homens foram presos, na noite dessa sexta-feira (16), suspeitos de envolvimento com o tráfico …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *