Home / Notícias / Saúde e Bem-Estar / Muriaeense trabalha no combate à desnutrição em missão humanitária no Sudão do Sul

Muriaeense trabalha no combate à desnutrição em missão humanitária no Sudão do Sul

Muriaeense trabalha no combate à desnutrição em missão humanitária no Sudão do Sul




O muriaeense Guilherme Simão Gontijo, de 27 anos, formado em Farmácia em uma instituição da cidade, aceitou o desafio e esta há um mês no Sudão do Sul, país localizado no nordeste do continente africano, trabalhando em sua primeira missão na organização humanitária Médicos sem Fronteiras (MSF).

Em entrevista ao Guia Muriaé, Guilherme disse que a oportunidade surgiu após enviar o seu currículo para o MSF, vindo a participar de um processo de seleção no Rio de Janeiro. Aprovado, aguardou um projeto para que pudesse participar. Guilherme irá permanecer no Sudão do Sul por três meses, prazo de contrato firmado junto ao MSF. Após isso, provavelmente irá retornar ao Brasil e aguardará novas oportunidades da organização, que também realiza trabalhos no país.

No Sudão do Sul, Guilherme esta trabalhando na distribuição de medicamentos e alimentos terapêuticos para os campos de Doro e Batil, onde vivem mais de 34 mil refugiados.

No dia anterior, o muriaeense já havia dado uma entrevista para o site G1, da Globo, contando detalhes de seu dia-a-dia de trabalho no país.

Confira os trechos da conversa:

“Cheguei no início da temporada de chuvas. Desde então, as estradas ficaram ruins, o que fez com que a entrega de mercadorias demorasse mais do que o normal. Também aumentaram os casos de malária. A gente está numa corrida grande para tentar identificar as pessoas com a doença”, contou.

“Não existe saneamento básico. As pessoas vão chegando e recebem tendas onde vão se abrigar. O MSF intensificou a distribuição de latrinas para diminuir a possibilidade de contaminação pela água, mas ainda é um problema muito sério”, observou.

“Nosso objetivo é tentar reforçar o organismo dessas crianças para, então, poder combater estas doenças. Com a alimentação, elas ficam mais aptas a responder a um tratamento com antibióticos. No momento, o foco do MSF é combater a desnutrição”, afirma.

Saiba mais sobre o Sudão do Sul

Em 9 de julho de 2011, o Sudão do Sul tornou-se um estado independente, após uma votação nacional prevista no acordo de paz que pôs fim à 21 anos de luta entre o governo do Sudão e os rebeldes do Sul – a mais longa guerra civil africana, durante a qual dois milhões de pessoas morreram e quatro milhões foram deslocadas.

Saiba mais sobre o MSF

A MSF é uma organização internacional não-governamental sem fins lucrativos que oferece leva ajuda médica e humanitária a situações de emergência, em casos como conflitos armados, catástrofes naturais, epidemias, fome e exclusão social.

Fonte e foto: Guia Muriaé
Expressamente proibida a cópia e/ou reprodução sem prévia autorização.

Confira também

Vacinação não será realizada nesta sexta-feira em Muriaé

A Prefeitura de Muriaé, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informa que não haverá …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *