Home / Notícias / Cidade / Prefeitura de Muriaé faz paralisação em protesto contra calote de quase R$ 60 milhões

Prefeitura de Muriaé faz paralisação em protesto contra calote de quase R$ 60 milhões

As atividades no Centro Administrativo de Muriaé serão paralisadas nesta terça-feira (21), a partir das 11h, em apoio à mobilização geral das prefeituras que ocorrerá por toda Minas Gerais. O objetivo é alertar a população sobre o atraso no repasse de verbas do Estado para os municípios mineiros, mostrando o impacto nas contas das prefeituras e as consequências graves que esse confisco pode causar.




Em relação a Muriaé, a dívida do Estado já soma R$ 58.182.885,23 (dados atualizados em 16 de agosto). Esse valor total se refere a atrasos nas áreas de Educação, Saúde, Assistência Social e também de verbas de ICMS, que vêm deixando o município com cada vez mais dificuldades para honrar seus compromissos.

Para se ter ideia do que este valor representa, vale destacar que ele seria suficiente para ações como: manter a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) em funcionamento durante sete anos sem interrupção; construir 116 novas unidades básicas de saúde; pagar 60.988 salários mínimos; comprar 16 milhões de litros de leite ou 5 milhões de sacos de arroz; adquirir 1.800 carros populares.

Confira os valores da dívida que o Estado tem com Muriaé em cada área:

* Saúde: R$ 49.271.577,48
* Educação (FUNDEB): R$ 7.434.306,77
* ICMS: R$ 914.720,57
* Assistência Social: R$ 368.240,40
* Transporte Escolar: R$ 194.040,00
* Total: R$ 58.182.885,23

Fonte: PMM

Confira também

SINE de Muriaé tem 6 vagas com salários de até R$ 1.500

O Sistema Nacional de Emprego (SINE) em Muriaé disponibiliza nesta sexta-feira (21/09) um total de …

Um comentário

  1. Elias Muratori

    O prefeito está anunciando que vai para carreata em BH.
    Com qual verba vai viajar? Com qual veículo, particular ou da prefeitura? Irá só, ou levará motorista, secretários…? Quem vai pagar a gasolina? Receberão diária? Usarão dinheiro do bolso ou do cofre público?

    Prefeito protesta contra falta de repasse do estado.
    Mas, por que o prefeito se calou quando o governo golpista, a que o partido dele dá sustentação congelou investimentos para Saúde e Educação, Assistência Social… por 20 anos?

    O executivo municipal determina paralização dos órgãos públicos, contra a falta de repasse do estado.
    Por que nada diz sobre o boicote contra Minas Gerais, pelo governo federal que seu partido apoia?

    De acordo com a Lei Kandir, o governo federal deve a MG 135 bi. Enquanto Minas deve ao federal 87,2 bi.
    Crédito de Minas: 33,61 bi (dados ALMG).
    Dos 33,61 Muriaé tem a receber 74 milhões e 292 mil.

    Por que o prefeito se faz de morto e nem toca nesse assunto?

    Por que o prefeito (só agora, no período eleitoral) se manifesta sobre o não repasse do estado, mas nada diz sobre os aliados tucanos que quebraram Minas?

    Por que o executivo municipal às vésperas das eleições se manifesta contra o não repasse, MAS, apoia os deputados que dão sustentação ao (des)governo Temer que bloqueia repasses para o Estado de Minas Gerais?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *