Quadrilha presa em Leopoldina planejava assalto milionário em Muriaé

Foto: Guia Muriaé
A Polícia Militar suspeita que a quadrilha presa na manhã desta terça-feira (8), em Leopoldina, planejava um assalto milionário em Muriaé. As informações são da Rádio Muriaé.

Em entrevista ao repórter Gilson Júnior da Rádio Muriaé, o coronel Alexandre Nocelli, comandante da 4ª Região de PM, com sede em Juiz de Fora e que abrange os Batalhões de Muriaé e Ubá, que participaram da operação “Coruja” deflagrada no dia de hoje, ação esta que contou com o apoio do Batalhão de Operações Especiais de Juiz de Fora, afirmou que tudo leva a crer que os nove presos pretendiam fazer um grande roubo em Muriaé.

– Após levantamentos, constatamos que os criminosos planejavam um assalto milionário em Muriaé. Tudo indica que eles sequestrariam algum gerente ou funcionário de banco para praticar o crime. Diante das anotações, eles buscavam uma cifra de aproximadamente R$ 45 milhões – disse o coronel Alexandre Nocelli, que acompanhou a operação de perto.

O comandante da 4ª RPM ainda exaltou o trabalho dos policiais militares envolvidos na operação, que mais uma vez deram uma resposta a sociedade.

Material apreendido na operação

Relação do material apreendido durante a operação “Coruja”:

01 carabina calibre 380
01 espingarda calibre 12
02 carabina 556
01 fuzil AR 15 calibre 556
02 escopetas calibre 12
02 submetralhadoras 9mm
07 pistolas 9mm
01 revólver calibre 36
05 carregadores calibre 556
12 carregadores de 9mm
01 carregador de calibre 380
04 coletes balísticos
236 cartuchos intactos de 556
42 cartuchos de calibre 12
08 cartuchos de calibre 36
41 cartuchos de calibre 380
115 cartuchos intactos de calibre 9mm
R$ 1.411,00 reais em dinheiro
01 nota de 20.000 Guarani
01 dólar
1 nota de mil colones
03 cordoes dourados
01 crucifixo dourado
02 relógios
10 cartões de bancos diversos
01 touca ninja
17 aparelhos celulares
01 de bloqueador de celular com 12 antenas
01 jaqueta camuflada
04 camisas pretas com símbolo da Polícia Civil
01 distintivo da PC
03 carros, dois clonados e um deles um blindado

PM prende quadrilha especializada além de armamento pesado em Leopoldina

Conforme nota divulgada pela PMMG a qual o GUIA MURIAÉ teve acesso, de posse de informações sobre a atuação de uma quadrilha especializada em assaltos e ataques a transportadora de valores, a PM realizou a prisão de nove homens suspeitos de planejar a explosão de um banco na cidade de Leopoldina, na Região da Zona da Mata. Além das prisões, a PM apreendeu 16 armas, entre fuzis e espingardas de alto calibre.

O acompanhamento e monitoramento desencadeado por uma operação de Inteligência de Segurança Pública envolveu quatro unidades da PM: 21º BPM, 47º BPM, 4ª Cia Ind PE e 4ª BRAvE. Ao abordar um sítio, às margens da BR-116 na cidade de Leopoldina, a PM apreendeu farto armamento.

Entre os presos estão criminosos oriundos de Belo Horizonte, Contagem, Juiz de Fora, Muriaé, Estrela Dalva, Nanuque, Campinas, que tem antecedentes criminais em homicídio, roubo e tráfico de drogas. Para o responsável pelo setor de comunicação da PM em Juiz de Fora, major Jovanio, disse que foi pela atuação da Inteligência que PM agiu de maneira cirúrgica, impedindo e prendendo essa quadrilha que tinha intenções de atuar na Zona da Mata Mineira.

– Na oportunidade, enfatizamos que a comunidade ao ter informações de alguma anormalidade da rotina na sua cidade ou na zona rural, principalmente com movimentações atípicas e duvidosas entrem em contato via 181 Disque Denúncia Unificado ou 190. O anonimato será preservado e o cidadão poderá contribuir para a sua segurança e de toda a comunidade – afirmou o major Jovanio.

Assista ao vídeo do Jornal O Vigilante, que registrou a ação em Leopoldina:

Fonte: Guia Muriaé


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre