Corpo de empresário desaparecido é encontrado em Cataguases

O corpo do empresário Hélio Amaral de Sales, de 52 anos, foi encontrado nesta quarta-feira, 30 de dezembro, no Rio Pomba, nas proximidades de Vista Alegre, distrito de Cataguases.

Polícia Civil de Minas e Rio de Janeiro, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e Defesa Civil de Cataguases estão no local. O suspeito da autoria do crime, morador do Bairro Eldorado, em Leopoldina, foi preso na cidade.

Conforme apurado pelo jornal O Vigilante Online, os militares Sargento Franco e os Cabos Marques e Pengo, do 7º Pelotão de Bombeiros Militar de Leopoldina iniciaram as buscas na manhã desta quarta. Com o apoio de uma embarcação da Defesa Civil de Cataguases o corpo foi localizado no início da tarde próximo a um pontilhão naquela localidade.

A perícia técnica da Polícia Civil foi acionada e após os trabalhos de praxe o corpo seria encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Leopoldina.

O suspeito de autoria do crime foi preso e presta depoimento a policiais civis da 3ª Delegacia Regional da Polícia Civil que juntamente com policiais civis da 135ª Delegacia de Polícia do RJ investigam o motivo e a causa da morte do empresário.

Hélio Amaral de Sales estava desaparecido desde o sábado (26) em Itaocara, Noroeste do Estado do Rio de Janeiro.

Na noite desta segunda-feira, 28 de dezembro, o carro do empresário foi recuperado em Leopoldina após ser perseguido por diversas ruas da cidade, ocasião em que o veículo GM/Cruze foi abandonado e os ocupantes conseguiram fugir.

Carro de empresário desaparecido em Itaocara é recuperado pela PM em Leopoldina

O carro do empresário Hélio Amaral de Sales, 52 anos, que está desaparecido desde o sábado, dia 26 de dezembro, foi recuperado pela Polícia Militar no final da noite desta segunda-feira (28), em Leopoldina.

Hélio Amaral é presidente da Câmara de Dirigentes Lojitas (CDL) das cidades de Itaocara, Aperibé e Cambuci, no Estado do Rio de Janeiro.

A ação teve início após o Comandante da 37ª Cia PM de Leopoldina, Tenente Gilmar Seoldo ter recebido mensagem de um policial amigo do desaparecido com informações sobre o automóvel do empresário e compartilhado estas informações no grupo de WhatsApp daquela Companhia de polícia.

Segundo a PM, no final da noite desta segunda os militares de serviço visualizaram o automóvel e ao darem ordem de parada obrigatória o condutor fugiu em alta velocidade sendo perseguido por diversas ruas da cidade, ocasião em que o mesmo foi perdido de vista.

Ainda segundo a polícia, o condutor que fugiu da abordagem policial era jovem e tatuado, e uma outra pessoa, possivelmente uma mulher, estaria no banco do carona.

O Cruze foi localizado depois de ter sido abandonado na região do Bairro Eldorado. Os ocupantes fugiram e deixaram o carro trancado.

O carro foi encaminhado ao pátio credenciado e as autoridades que investigam o caso foram informadas sobre a ocorrência.

Fonte: Jornal O Vigilante Onlne


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo