Homem mata a ex-mulher e registra desaparecimento para despistar polícia

Na terça-feira (10), a Polícia Civil de Minas Gerais localizou o corpo de Claudia de Paiva Rezende Alves, de 47 anos, próximo ao bairro Barreira do Triunfo, em Juiz de Fora.

De acordo com o delegado Rafael Gomes, elementos colhidos no inquérito policial apontam como suspeito o ex-marido dela, de 41 anos. Em julho, o homem teria registrado um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento da ex-mulher, no Bairro Nova Era.

De acordo com a autoridade policial, durante diligências realizadas pela equipe da 1ª Delegacia de Polícia Civil, foi possível encontrar o corpo em um matagal, em avançado estado de decomposição. “Devido à troca de informações entre as Delegacias, os investigadores da Delegacia de São Mateus entraram em contato e nossa equipe foi até o local, após acionamento da perícia.

No matagal, o corpo foi localizado com as mesmas roupas que a vítima usava quando foi vista pela última vez. O reconhecimento formal foi feito pela irmã de Claúdia, na data de ontem, no Instituto Médico Legal (IML)”, explicou.

Sobre o autor, o delegado explicou que ele se encontra preso no sistema prisional. “Ontem, também intimamos o suspeito, mas ele disse que só irá se manifestar em juízo”, contou. Ainda segundo ele, o Ministério Público de Minas Gerais denunciou o ex-companheiro de Claúdia pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver. “Estamos no aguardo agora do resultado de exames realizados no carro e no casaco que o suspeito teria utilizado no dia do crime para relatar e enviar o inquérito policial à Justiça”, finalizou.

Entenda o caso

Em virtude de apurações, no dia 08 de agosto, a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu, no município de Rochedo de Minas, o ex-marido de Claudia de Paiva Rezende Alves.

No dia 08 de julho, o suspeito teria registrado um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento de Claudia, na Zona Norte de Juiz de Fora. Posteriormente, familiares também procuraram a 3ª Delegacia de Polícia Civil, responsável pela área. “Foi instaurado inquérito policial e realizamos as oitivas, entre elas, do suspeito e de amigos dele”, informou o Delegado Rafael Gomes.

Durante o primeiro depoimento, o homem informou que, no dia do desaparecimento, teria saído da residência dele de manhã e, por volta de meio dia, teria ido a um bar com amigos e ficado no local até a noite, indo, em seguida, a uma exposição agropecuária. “No entanto, os amigos foram ouvidos e disseram que ele teria saído do bar à tarde e eles só encontraram com ele à noite. O suspeito foi ouvido novamente e apresentou versões conflitantes”, disse.

Além disso, análises de câmeras de segurança apontaram que o ex-marido teria sido a última pessoa vista na companhia da Claúdia. “No dia desaparecimento dela, Claúdia estava dentro da padaria, em Nova Era, e ele passou com o carro em frente ao estabelecimento, dando a volta no quarteirão e parando o carro na rua principal por cerca de um minuto. Em seguida, ele chegou a ligar para a ex-mulher e consta a imagem que ela saiu da padaria e eles convergem na mesma rua”, disse, complementando que, depois disso, não há imagens dela na rua e o veículo se desloca do local.

Ainda conforme a autoridade policial, o carro do homem foi apreendido, durante as investigações. “Foi realizado exame que apontou que há indícios de sangue no encosto de cabeça do banco do motorista e na porta esquerda. Há também indícios de sangue no casaco que ele utilizava no dia do desaparecimento”, concluiu.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre