Homem procurado por roubos em JF, Matias Barbosa e região é preso em Barbacena

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) prendeu, na tarde dessa segunda-feira (26), na área central de Barbacena, um homem de 55 anos.

De acordo com o Titular da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos de Juiz de Fora, delegado Rafael Gomes, o suspeito é foragido da Justiça, possuía dois mandados de prisão em desfavor dele.

– É um indivíduo contumaz na prática de roubos a veículos à mão armada, com cerca de 25 folhas de antecedentes criminais. Ele estaria, desde a década de 90, cometendo o crime de roubo no município de Juiz de Fora e na região – explicou.

Durante a ação, foram apreendidos um simulacro de arma de fogo, um aparelho “chupa-cabra”, R$1.700, documentos e um veículo que teria sido roubado este mês em Juiz de Fora. Segundo a autoridade policial, no início do ano, o homem estava preso.

– Teve a progressão de regime fechado para semi-aberto e, em seguida, fugiu. Na região, ele teria cometido quatro crimes de roubos a veículos este ano, sequenciais, nos meses de fevereiro, março e abril, e com o mesmo modus operandi: na maioria das vezes, agia sozinho, apontava a arma para a vítima, que se deslocava para o banco do carona. Ele dirigia o carro e abandonava a vítima em algum lugar – contou a autoridade policial.

Investigações apontam que, entre os roubos, ele teria subtraído R$ 25 mil de um correspondente bancário, no dia 07 de fevereiro, em Matias Barbosa. Em seguida, no dia 19 de março, no bairro Santos Dumont, em Juiz de Fora, o homem teria subtraído um Volkswagen Saveiro.

– Em abril, ele teria praticado dois crimes em Juiz de Fora. Após apurações, identificamos o suspeito e as vítimas fizeram o reconhecimento. Posteriormente, apuramos que ele estava em Barbacena, onde foi preso – concluiu o delegado.

O homem foi conduzido ao sistema prisional, onde se encontra à disposição da Justiça.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo