Incêndio criminoso em madeireira em Lima Duarte causou prejuízo de mais de R$ 5 milhões

Duas pessoas já se encontram presas, após investigação. Apurações indicaram que o suspeito de ser o mandante do crime seria um empresário de Juiz de Fora

A Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou uma ação em virtude de apurações relacionadas a um incêndio criminoso, ocorrido em fevereiro, em uma madeireira localizada na cidade de Lima Duarte.

Dois investigados já se encontram presos, inclusive, um dos homens foi capturado na cidade de Mutum, nesta terça-feira (1º).

Policiais civis de Lima Duarte seguem em diligências para efetuar a prisão do suspeito de ser o mandante do crime que causou um prejuízo de R$ 5.435.465,65 à vítima. O homem ainda não foi localizado e se encontra foragido.

De acordo com o delegado José Márcio de Almeida Lopes, após os fatos, foi apurado que um empresário de Juiz de Fora – concorrente que atua no mesmo ramo – teria sido o mandante.

– O crime teria sido praticado por um dos funcionários do empresário, indivíduo que tinha um mandado de prisão em aberto no estado do Espírito Santo e possui envolvimento com os crimes de roubo, furto qualificado e receptação, no estado de Minas Gerais. O funcionário foi preso pela equipe da Polícia Civil de Minas Gerais em fevereiro, durante diligências realizadas para apuração dos fatos – explicou a autoridade policial.

O outro suspeito foi preso no município de Mutum. O indivíduo tem passagens na polícia pela prática dos crimes de roubo; associação criminosa armada; posse ilegal de arma de fogo e receptação.

As diligências seguem em andamento.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Experimentoe o Novo Livre