Jovem é indiciado por extorsão exigindo R$ 10 mil em ameaças por aplicativo de mensagens

A Polícia Civil de Juiz de Fora, após trabalho investigativo, indiciou um jovem de 23 anos, por extorsão (art. 158 do CP), após este enviar mensagens pelo aplicativo WhatsApp a uma profissional do ramo da saúde, insistindo pela quantia de R$ 10 mil em troca de informações de seu interesse, além de passar a ameaçá-la, diante da recusa da vítima em fornecer a quantia.

O procedimento foi instaurado pela autoridade policial, Márcio Roberto Savino Lopes, titular das 5ª e 6ª Delegacias, e enviado para apreciação do Judiciário. A denúncia e motivação para início das investigações partiu da vítima, que, após registrar um boletim de ocorrência narrando as conversas recebidas por um número de telefone desconhecido, compareceu na unidade policial e apresentou a equipe de investigadores o material.

Após os trâmites habituais de análise e entrevista acerca de possíveis suspeitos e utilizando investigação baseada em crimes cibernéticos, foi possível chegar a autoria.

Entre as várias mensagens, foi possível perceber que o indivíduo conhecia a vítima, por revelar fatos de sua vida pessoal e profissional, além de ofendê-la com palavras de baixo nível e ameaçá-la. Durante as conversas, foi pedido a quantia de R$ 10 mil para que nada fosse feito contra ela.

A Polícia Civil sempre orienta que crimes praticados virtualmente sempre deixam rastros para identificar a pessoa por trás do crime. O jovem foi indiciado e o caso remetido para a Justiça.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo