Mãe e padastro de criança de dois anos são denunciados por estupro e tortura



Esta semana, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) denunciou por estupros e torturas a mãe e o padrasto de uma criança de 2 anos, moradores de Visconde do Rio Branco. Desde fevereiro, o casal encontra-se preso preventivamente.

Conforme os promotores de Justiça Breno Costa da Silva Coelho e Carolina Queiroz de Carvalho, “as violentas agressões, descobertas este ano, repercutiram em toda região e na imprensa”. Atualmente, a criança encontra-se sob os cuidados do Serviço de Acolhimento Familiar.

Segundo as investigações, no dia 2 de fevereiro deste ano, o casal levou a criança ferida ao hospital do município, alegando que ela havia caído de bicicleta. Entretanto, ao atender a menina, os médicos e enfermeiros constataram a gravidade das lesões e verificaram que não eram compatíveis com a versão apresentada. Diante disso, a Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram acionados, e o casal foi preso em flagrante.




Ao investigar o fato, a polícia constatou que a criança apresentava indícios de violência sexual, ferimentos em todo o corpo, várias fraturas e unhas arrancadas.

Segundo os promotores de Justiça, atualmente, a criança já apresenta significativa melhora física e mental e se encontra sob proteção.

Em outra ação, o MPMG vai pedir a destituição de poder familiar da mãe da menina.

Se for condenado, o casal pode pegar mais de 100 anos de prisão pelos crimes. O caso corre em segredo de Justiça.

Relembre o caso com a reportagem da TV Alterosa:

Fonte: MPMG

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.