Home / Notícias / Região / PM prende administrador e participantes de grupo que avisava sobre blitz de trânsito

PM prende administrador e participantes de grupo que avisava sobre blitz de trânsito

Três pessoas foram detidas pela Polícia Militar, nessa terça-feira (2), pelo crime de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública. O caso aconteceu em Carangola.

Conforme informações verificadas pelo GUIA MURIAÉ, militares realizavam uma blitz de trânsito na Avenida Capitão Antônio Carlos de Souza, no bairro Santa Maria, quando tomaram conhecimento que participantes de um grupo de WhatsApp estavam alertando sobre a operação policial no local.

Os policiais conseguiram entrar no referido grupo e identificaram uma mulher, de 28 anos, e um homem, de 23, que estavam repassando informações sobre a blitz de trânsito. Também foi identificado outro homem, de 27, administrador/criador do grupo.




Os três envolvidos foram localizados e presos. Todos foram conduzidos a Delegacia de Polícia, juntamente com seus aparelhos celulares que foram apreendidos.

O grupo do WhatsApp, intitulado “Informações Carangola”, contava com 222 participantes e após a ação policial vários dos participantes saíram do grupo, porém a equipe policial registrou os números e demais informações relacionadas ao grupo através de prints que serão anexados a ocorrência policial.

O ato de avisar sobre blitz ou outras operações policiais pode ser considerado como crime, com base no art. 265 do Código Penal Brasileiro, que estabelece o crime de atentado contra a segurança de serviço de utilidade pública, que tem como pena a prisão de 1 a 5 anos, além de multa.




Fonte: Guia Muriaé, com informações do Carangola Notícias




Confira também

Moradora de Manhuaçu morre atropelada por carreta em Reduto

Uma mulher de 38 anos morreu após ser atropelada por uma carreta, na manhã desta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *