Home / Notícias / Região / Polícia Civil apura dois homicídios ocorridos em Juiz de Fora

Polícia Civil apura dois homicídios ocorridos em Juiz de Fora

A Polícia Civil de Minas Gerais apurou, em Juiz de Fora, dois crimes de homicídio praticados em dezembro do ano passado.

Conforme informações do titular da Delegacia Especializada de Homicídios, delegado Rodrigo Rolli, um jovem de 18 anos é suspeito de ter cometido o homicídio consumado ocorrido no dia 21 de dezembro, no Bairro JK, onde uma mulher de 27 anos foi alvejada por disparos de arma de fogo. Já outro jovem, da mesma idade, também é suspeito de ter esfaqueado um homem de 35 anos, no Bairro Granjas Betânia, no dia 25 de dezembro.

Segundo o delegado, o suspeito do crime que aconteceu no Bairro JK já se encontra preso na unidade prisional, desde a noite da última segunda-feira (07), por policiais militares. “Com o suspeito, foram apreendidas duas armas que teriam sido utilizadas no homicídio. Uma das armas foi furtada de um policial militar, em setembro de 2017, e a outra pertence a um agente penitenciário, que também se encontra preso, após ação deflagrada pelo Ministério Público”, informou.




Após diligências, o carro que teria sido usado na prática do crime foi localizado pela equipe da Delegacia Especializada de Homicídios, ontem, no Bairro Santa Cândida. “O carro estava com a placa falsa, que foi furtada no dia 20 de dezembro de 2018, em um shopping da Zona Norte da cidade. O veículo também havia sido furtado no dia 20 de dezembro, no Morro da Glória, um dia antes do crime”, explicou. De acordo com o delegado, o jovem vai responder por homicídio qualificado, furto de veículo automotor e por adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Ainda conforme a autoridade policial, em se tratando do homicídio ocorrido no Bairro Granjas Betânia, o investigado se apresentou na Delegacia na última segunda-feira (07), após diligências efetuadas pelos policiais civis. “O jovem confessou o crime. Investigações apontam que ele e a vítima estariam fazendo o uso de drogas e houve um desacerto que resultou na morte da vítima”, disse, complementando que o suspeito foi indiciado por homicídio qualificado e o inquérito será enviado à Justiça.

Fonte: PCMG




Confira também

Homem que atropelou ex-namorada em bar é condenado

Um homem foi condenado a 13 anos e 4 meses de detenção em regime inicial …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anuncie no Guia Muriaé