Polícia Civil apura suposto latrocínio em Visconde do Rio Branco

Na terça-feira (17), a polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, na zona rural de Guiricema, mandado de prisão preventiva, a requerimento do delegado Aldrey Ribeiro, em desfavor de um jovem de 24 anos, suspeito do latrocínio – roubo seguido de morte – que vitimou Márcio Rodrigues Alves, de 50 anos. Ele foi encontrado morta, na madrugada de segunda-feira (16), em Visconde do Rio Branco, no bairro Santa Cruz, dentro de um veículo que estava com motor ligado e o alarme disparado.

Conforme informações da autoridade policial, na segunda-feira (16), a suspeita, uma transexual conhecida como Bruna, de 20 anos, foi presa em flagrante e encaminhada até a Delegacia de Visconde de Rio Branco, suspeita da prática do crime. Após investigações e análise de imagens de câmeras de segurança, foi possível identificar o segundo envolvido no latrocínio. Segundo a autoridade policial, foi feita uma acareação entre os dois para esclarecer contradições que foram apresentadas durante os depoimentos.

De acordo com o delegado, durante depoimento, o investigado de 24 anos teria alegado que foi informado por Bruna que a vítima estaria com R$ 20 mil, por isso eles iriam cometer o crime para subtrair o dinheiro, quantia que não foi encontrada pelos policiais. Já Bruna teria dito que o suspeito de 24 anos queria roubar o veículo da vítima. A motivação também estaria ligada a um desentendimento ocorrido anteriormente, que está sendo apurado.

Ainda segundo a autoridade policial, outras pessoas serão ouvidas nos próximos dias para conclusão do inquérito policial e envio à Justiça. Os dois suspeitos foram encaminhados ao Presídio de Visconde do Rio Branco.

Fonte: PCMG


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo