Regional de Ponte Nova recebe vacina Pfizer para ampliar vacinação contra covid-19

A Superintendência Regional de Saúde (SRS) de Ponte Nova retirou 1.812 doses da vacina Pfizer/Comirnaty, em 31/5, na Rede Estadual de Frio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), em Belo Horizonte. O imunizante é destinado à vacinação contra a covid-19 nos municípios de Viçosa (990 doses) e Ponte Nova (822). As doses foram entregues aos municípios na mesma data, a fim de dar início à vacinação de pessoas com comorbidades, além das gestantes e puérperas também portadoras de comorbidades.

É a primeira vez que a SRS recebe imunizantes desse laboratório, os quais requerem maior cuidado com a logística de conservação, já que o armazenamento deve se dar em temperaturas de +2º C a +8º C, por 31 dias. “A princípio, houve preocupação com o prazo, pois a recomendação de armazenamento estava restrita a 5 dias nas temperaturas convencionais. No entanto, com a nova recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de armazenamento por 31 dias, conseguiremos trabalhar com maior tranquilidade. Apesar disso, sabemos que é preciso de celeridade no processo de vacinação e, com certeza, teremos o esgotamento dessas doses rapidamente”, alertou a referência técnica em Imunização da SRS Ponte Nova, Thiany Silva Oliveira.

Visita às unidades

Seguindo a rotina de visita às salas de vacinação, a autoridade sanitária da SRS Ponte Nova, Graziele Dias, esteve no posto de vacinação da Universidade Federal de Viçosa (UFV), que atua em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de Viçosa. O objetivo foi conhecer a estrutura e logística adotada pelo município para aplicação das vacinas da Pfizer, considerando a necessidade de rapidez, manutenção de ambiente com temperatura controlada e atendimento às recomendações de distanciamento social durante as ações.

Para tanto, foram montadas tendas próximas à sala de vacina da Divisão de Saúde da UFV, com espaço para receber e manter as pessoas assentadas durante o processo de identificação. O responsável pelo Serviço de Vacinação do município de Viçosa, Jeferson Viana Oliveira, e o enfermeiro Ailton dos Santos Ferreira, salientaram a importância da parceria com a UFV, que tem possibilitado executar as ações com maior respaldo. “O diagnóstico da população-alvo foi realizado previamente pela equipe de imunização municipal com o intuito prever o número de doses a serem disponibilizadas, bem como a estrutura física e de recursos humanos necessários para atender essas pessoas”, acrescentou Ferreira.

Além da ampla estrutura física organizada pela universidade, a instituição participa com a força de trabalho dos professores, equipe técnica e estudantes, ampliando a capacidade de vacinação. Segundo o assessor de Saúde da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários, Bruno David Henriques, trata-se de um momento de superação de desafios para se vacinar em meio à pandemia. “Por isso, é preciso que os protocolos de segurança sejam seguidos em todo o processo, desde a chegada das pessoas à vacinação propriamente dita”, frisou. Para ele, a parceria tem sido muito produtiva e espera-se que seja mantida até que toda a população já esteja vacinada.

Capacitações

Para recebimento dessas vacinas, os profissionais de saúde dos municípios de Viçosa e Ponte Nova passaram por capacitações ministradas diretamente pelos profissionais do laboratório Pfizer, além de reuniões estratégicas com a equipe da SRS, incluindo o superintendente Marcus Schitini, a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica (Nuvepi), Mônica de Sena Fernandes Cunha, e as referências técnicas em Imunização Sandra Ribas e Thiany Silva Oliveira.

Os profissionais receberam orientações referentes ao armazenamento, preparo e administração do imunizante por meio de reuniões virtuais, que contaram com ampla participação dos servidores municipais, que discutiram estratégias de vacinação e sanaram dúvidas referentes à administração do imunobiológico e à seleção do público-alvo.

Com a entrega dos imunizantes da Pfizer, junto ao quantitativo de vacinas do laboratório Fiocruz/Astrazeneca, entregues dentro da mesma pauta, espera-se atingir a vacinação de 42,3% do público de pessoas, gestantes e puérperas com comorbidades, e 51,43% Forças de Segurança, Salvamento e Armadas.

Fonte: SES-MG


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo