Tragédia na MG-265: carro caí no Rio Carangola e mata casal e criança de 6 anos

Foto: Carangola Notícias
Uma tragédia comoveu moradores da comunidade São Miguel do Boi, no município de Carangola, na noite deste domingo, 02/05 onde um carro caiu dentro das águas do Rio Carangola, ao sair da MG-265, que liga a cidade de Divino à Carangola, na altura do km 5 da rodovia.

Segundo informações apuradas pelo Paulo Roberto da Rádio, que compareceu no local do acidente, o fato teria sido descoberto por familiares das vítimas, pois eles teriam passado um domingo super feliz na casa de familiares, sendo que a noite, Angélica Soares, de 38 anos, acompanhada do namorado Cleber Sergio Pereira, mais conhecido como Bim, de 34 anos, teria ido à comunidade de São Manoel do Boi para pegar suas 2 filhas que estavam na casa de outros parentes. Só que eles não chegarão, fato que despertou preocupação nos familiares.

Diante disso, parentes e amigos começaram a procurar pelo casal, que estavam com uma criança, de 6 anos, onde eles acabaram por notar que a cerca da estrada no local do acidente estava rompida. Eles desceram e acabaram encontrando o carro emerso nas águas, com apenas uma roda por cima. Amigos e um irmão de Angélica, conseguiram tirá-la para fora do carro, mas infelizmente ela já estava sem vida, o irmão entrou em desespero.

De acordo com o sargento Sanches, do Corpo de Bombeiros de Muriaé, a sua equipe foi acionada por volta das 21h30, comparecendo na cena do acidente. Com suporte do Guincho Carangola, os Bombeiros mergulharam numa água super gelada, já que fazia muito frio na região. Eles amarraram o carro e o Guincho Carangola guinchou o veículo de forma lenta e segura até chegar na estrada.

Dentro do carro estavam os corpos de Cleber de 34 anos e do pequeno João Pedro, de apenas 6 anos de idade, que estaria abraçado ao corpo de Cleber.

Familiares estavam desesperados, pela perda de pessoas tão amadas, de maneira trágica e repentina. Uma das irmãs de Angélica, que esta grávida, acompanhava o resgate dos corpos da irmã e do sobrinho. Muitas pessoas comovidas, familiares e alguns curiosos se aglomeraram na pista, a maioria deles sem uso de máscara e sem manter distanciamento social. Uma triste história, que toda família desejava que fosse apenas um pesadelo, mas infelizmente não é.

O acidente ocorreu em uma grande reta, não se sabe ao certo o que aconteceu, sendo que populares no local relataram que poderia ter havido alguma falha mecânica no carro ou o condutor pode ter passado mal no momento do acidente.

Os trabalhos do Corpo de Bombeiros e do Guincho Carangola se encerraram por volta das 2h da madrugada. A perícia da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Muriaé esteve no local para tentar desvendar as causas do acidente, tendo o perito devolvido para o irmão do condutor do carro cerca de R$ 370,00 que estavam dentro do veículo.

Os corpos foram retirados da cena do acidente através de uma funerária, que com sua equipe, assim como os bombeiros precisou usar técnicas de rapel para resgatar o corpo de Angélica, que estava em uma ribanceira de cerca de 20 metros. Posteriormente os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Muriaé, onde seria realizada a necropsia e depois serão liberados para os preparativos de velório.

A Polícia Militar Rodoviária de Carangola registrou o acidente.

Fonte: Paulo Roberto da Rádio


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo