Muriaé está em situação de alerta para o Aedes aegypti



A Secretaria de Saúde de Muriaé divulgou, na última quinta-feira (12), o resultado do segundo Índice Rápido do Aedes aegypti (LIRAa) em 2018. Os números mostram que a cidade está em situação de alerta, de acordo com o Ministério da Saúde.

Foi registrada uma queda no segundo LIRAa do ano, porém Muriaé permanece em situação de alerta. Em janeiro, foi contatado um LIRAa de 2,9%. Já agora em abril, o índice caiu para 1,6%. A região central da cidade foi o local com maior número de focos do mosquito Aedes aegypti.

Segundo os índices do Ministério da Saúde, para sair da situação de alerta o resultado do LIRAa tem que ficar abaixo de 1%. O sinal de alerta é ligado quando é constatado de 1% a 3,9%, sendo que acima de 4% há risco de surto.




Prefeitura comemora redução e anuncia ações para maior redução

Segundo informações do setor de Vigilância em Saúde Ambiental da Prefeitura, o resultado é um reflexo do serviço que está sendo realizado. “As coletas foram realizadas em todos os bairros, porém o maior número de focos foi encontrado nas residências do Centro da cidade,”, explicou a diretora da Vigilância em Saúde Ambiental, Carla Morcerf. O município foi dividido em cinco áreas. Cinco equipes atuam coordenadas por um supervisor. “Realizamos ações de choque nos bairros mais incidentes. Organizamos mutirões de casa em casa nos bairros mais afetados para que tenhamos êxito na inspeção dos imóveis”, frisou o secretário de Saúde, Paulo César de Oliveira, acrescentando que também fazem mobilizações em praças, no evento “Prefeitura no seu bairro” e nas escolas com o objetivo de prevenir à doença e erradicar o mosquito.

O setor de Vigilância em Saúde Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde ainda desenvolve, periodicamente, cursos de capacitação para agentes de controle de endemias e supervisores. “Estamos buscando dar cobertura total aos diversos bairros de Muriaé e distritos. Os agentes recebem ligações no disk denúncia pelo telefone: 3729-1301, durante todo o horário comercial, de 7h30 às 16h30. Nosso propósito é atender a todos em um prazo máximo de 24 horas. Além das residências, 102 pontos estratégicos estão sendo vistoriados, como oficinas, postos de gasolina e estabelecimentos de ferro-velho. Se cada muriaeense colaborar, vistoriando a sua própria moradia ou comércio, poderemos reduzir imensamente a presença do mosquito Aedes em nossa cidade”, enfatizou o prefeito Grego.

O que é LIRAa

Mapeamento rápido dos índices de infestação por Aedes aegypti. Permite identificar os criadouros predominantes e a situação de infestação do município. Com isso, é possível direcionar as ações de controle para as áreas mais críticas.

O Ministério da Saúde conclama os municípios a dar o máximo de publicidade aos dados para que a população se mobilize para eliminar os focos do mosquito.

Fonte: Guia Muriaé, com informações da PMM

Últimas notícias em vídeo



Envie um comentário

 

Política de moderação de comentários

A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o administrador do site pelo conteúdo do mesmo, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste site reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal/familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.