Personalidades de Muriaé – Doutor Antônio Rogério de Castro

Antônio Rogério de Castro nasceu na cidade de Muriaé no dia 11 de agosto de 1905. Era filho de Antônio de Souza Castro e de Elvira Rogério de Castro. Diplomou-se pela Faculdade Nacional de Medicina, no Rio de Janeiro, em 03 de outubro de 1931, e aqui exerceu sua profissão durante longos anos.

Membro de uma das famílias mais tradicionais do município, dedicou-se também à política por se preocupar muito com a causa pública. Este fato ocorreu após a redemocratização do país em 1945, quando, por duas legislaturas, foi vereador municipal, tendo ocupado a Presidência da Câmara nos anos de 1951 a 1955. Um dos líderes da política do município nesta época, seu trabalho na Câmara Municipal, do qual foi um dos mais enérgicos presidentes, fez-se sentir com confiança no meio coletivo ao qual procurava servir com lealdade e independência.

Exerceu a profissão integralmente em Muriaé, tendo sido médico de grande prestígio e renome do antigo INPS, da Secretaria Municipal de Saúde e da Prefeitura Municipal de Muriaé. Fez parte de uma geração de médicos ilustres que deixaram em Muriaé a marca da abnegação, da devoção, do desprendimento e do amor ao próximo.

Foi membro do Rotary Clube de Muriaé, do Corpo Clínico do Hospital São Paulo e da Casa de Saúde Santa Lúcia, trazendo para estas instituições benefícios e desenvolvimento.

Casou-se, em 26 de janeiro de 1935, com Lúcia Polastri de Castro, nascida em 25 de setembro de 1909 e natural de São Vicente de Rezende, hoje, Quatis, cidade situada entre Barra Mansa e Rezende, estado do Rio de Janeiro. O casal teve quatro filhos: Antônio Alexandre, Carlos Alberto, Nélson e Aloísio. Infelizmente, Dona Lúcia faleceu no dia 15 de julho de 1983, aos 73 anos de idade, vítima de atropelamento.

Doutor Antônio Rogério de Castro era batalhador idealista, tanto que esteve sempre presente nos grandes eventos da história da pátria e do município, dignificando, com sua atuação serena e esclarecida, as memoráveis campanhas cívicas que empolgaram os líderes de sua época.

Doutor Rogério, como era chamado por seus amigos, tornou-se muito querido por ter sido um homem trabalhador, honesto e de caráter. Sua palavra era sempre acatada e respeitada. Além disso, era um cidadão muito estimado e um exemplar chefe de família.

Gostava de nortear sua vida pelo pensamento de que “só vale a vida terrestre pelo bem que fizermos… pelo rastro de luz que deixarmos após a partida…”.

Faleceu no dia 17 de novembro de 1972, aos 67 anos de idade, na cidade do Rio de Janeiro, com insuficiência renal. Seu sepultamento ocorreu no Cemitério Municipal de Muriaé acompanhado por uma multidão.

A inscrição de seu nome na placa de uma de nossas ruas foi um pequeno tributo dedicado a este ilustre cidadão. No dia 19 de abril de 1976, o então Prefeito Municipal, Paulo Fraga, decretou o seguinte: “Art. 1º – Fica denominada Rua Doutor Antônio Rogério de Castro a artéria que partindo da Avenida Monteiro de Castro, defronte o nº 240, segue em direção à Rua Benedito Valadares, com a qual se comunica atualmente por meio de um beco, vez que não está concluída sua implantação” (Decreto nº. 255 de 19/04/76). Também, leva seu nome a Policlínica localizada no bairro do Porto e inaugurada em 02 de junho de 2000 no governo do então Prefeito Doutor Carlos Fernando Costa.

Fonte: João Carlos Vargas e Flávia Alves Junqueira / Memorial Municipal


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo