Personalidades de Muriaé – João Braz

João Braz nasceu no dia 23 de julho de 1923 na cidade de Muriaé. Filho do Senhor João Pedro José, marceneiro e juiz de paz, e da Senhora Francina Rosa Bittencourt, dona de casa, ele foi o primeiro dos cincos filhos do casal, tendo como irmãos: José Braz, Sofia Rosa Bittencourt, Pedro Braz e Maria Aparecida Braz.

Aos seis anos de idade, ele começou a trabalhar como engraxate no bairro da Barra, conciliando o ofício com os estudos até os dez anos.

Estudou na Escola Estadual Desembargador Canêdo, onde cursou até a 3ª série e na Escola Estadual Doutor Silveira Brum, onde concluiu a 4º série do Curso Primário. Nesse período, recebeu o apelido de “João Magriço”, que lhe acompanhou até se tornar juiz de futebol.

Aos dez anos de idade, começou a aprender a profissão de marceneiro com seu pai, que possuía uma marcenaria na Rua Benedito Valadares, nº158, chamada “Marcenaria Pedro Braz”. Aos doze anos, então, passou a se dedicar ao novo ofício em tempo integral fazendo portas, janelas, móveis e rodas d’água que eram especialidades da família. Ele continuou trabalhando com seu pai até os 21 anos de idade.

Foi servir ao exército nesta idade na cidade de Juiz de Fora. Neste período, na cidade de Miradouro, ele conheceu a Senhora Maria Oliveira, com quem se casaria, ao completar o serviço militar, em 16 de maio de 1945. Passou a residir em uma casa que ganhou de seu pai, ao lado da marcenaria, reiniciando seus trabalhos de marceneiro, ao lado do irmão, José Braz, e de seu pai.

Em 1949, começou a fabricar urnas funerárias, em sociedade com o seu sogro, Senhor Roldão Oliveira de Morais, e o tio de sua esposa, Senhor Tonico Mata, no mesmo espaço da marcenaria.

O casal teve dois filhos, Tarcísio, que faleceu aos dois meses de vida e Pedro Oliveira Braz.

Torcedor do Paulistano, foi juiz de futebol numa época em que esta função não era remunerada. João Braz permaneceu neste cargo até o ano de 1962.

Em 1963, nasceu o João Braz político, quando foi eleito vereador da Câmara Municipal de Muriaé, cumprindo mandato até 1966. Ao final de sua primeira legislatura, por sugestão do então vice-governador, Doutor Pio Soares Canêdo, concorreu ao cargo de prefeito municipal em 1966 e foi eleito para o mandato de 1967 a 1970, tendo como vice Walace Moreira.

Após seu primeiro mandato, em 1971, voltou a comandar a marcenaria, continuando com a fabricação de urnas funerárias.

Em 1976, João Braz voltou ao cenário político, sendo eleito para o mandato de 1977 a 1982 (6 anos), com 12.430 votos, mas, desta vez, teve ao seu lado como vice Hamilton de Carvalho Marinho.

Como prefeito, João Braz sempre procurou atender às reivindicações da população muriaeense, executando obras de importância para o município. No primeiro mandato, restaurou o Paço Municipal, hoje, Memorial Municipal, que, na época, seria demolido; e, construiu o prédio da Câmara Municipal de Muriaé. Além disso, instituiu o Brasão de Armas do município. Já no segundo mandato, construiu a ponte de ligação da Rodoviária com a BR-356 e o Terminal Rodoviário de Muriaé; doou o terreno para a construção da Cadeia Pública e para as Instalações da Delegacia de Polícia de Muriaé; e, reformulou completamente a Praça João Pinheiro quando construiu o anfiteatro.

Completou sua vida pública como vice-prefeito de Muriaé por duas vezes. Uma vez de 1989 a 1992, com Doutor Christiano Augusto Bicalho Canêdo, e outra de 1997 a 2000, com Doutor Carlos Fernando Costa. Foram ao todo 22 anos de trabalho pelo povo muriaeense, sendo vereador por 4 anos, prefeito por 10 anos e vice por 8 anos.

Faleceu no dia 14 de novembro de 2009, aos 86 anos de idade, deixando muitos familiares, parentes, amigos e admiradores saudosos.

Fonte: João Carlos Vargas e Flávia Alves Junqueira / Memorial Municipal


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo